Viajar sozinho

viagem soloCada um tem seu estilo de viajar. E o seu pode ser solo (ainda que eventualmente, porque ninguém é ermitão 😀 ).

 

Nos últimos anos, acabei (sobretudo por causa do blog e por escrever desde longa data sobre viagem para publicações femininas) construindo uma certa “reputação” no que diz respeito a viajar sozinho (solo travel), especialmente junto ao público feminino (que é, historicamente, o mais receoso a começar a sair por aí sem companhia; e isso  rendeu até meu último livro de viagem, o Sozinha Mundo Afora, publicado pela Record).

Em boa parte, tentei (e tento) combater  estereótipo de que haveria algo de “coitadinho” no fato de alguém sair pelo mundo em sua própria companhia, por opção própria ou até por falta de, mostrando, através das minhas próprias experiências em viagens, quão segura, divertida e memorável uma solo travel pode ser se você tomar os cuidados básicos de qualquer boa viagem (pesquisar sobre seu destino antes de viajar e comportar-se/vestir-se adequadamente para tal, caminhar somente por lugares iluminados e movimentados, só aceitar bebidas preparadas diante de seus olhos, cuidar de seu dinheiro e documentos full time etc).

Costumo dizer (e não sou a única a fazê-lo) que são pouquíssimos os lugares capazes de dar, de fato, a sensação de insegurança a um brasileiro/brasileira que more em qualquer cidade grande brasileira; se tomarmos fora de casa as mesmas precauções que tomamos aqui (com bolsas, carteiras, celulares, vidros do carro etc), difícil ser surpreendido.

Aqui NESSE LINK você vai encontrar textos, dicas, causos e novidades desse mundinho cada vez mais expandido dos solo travelers que viajam sozinhos (mas nem por isso solitários) pelo mundo afora. Clique aqui para conferir tudo que anda sendo discutido no blog sobre esse tema e deixe suas eventuais dúvidas sobre o tópico VIAJAR SOZINHO em qualquer post desta lista linkada.

E boa viagem 😉

335 thoughts on “Viajar sozinho

Comment navigation

  1. Luma Fernandes

    Oi, Mari! Adorei a ideia.. quero muito seu livro, consigo comprar pela internet?
    Aproveitando, queria uma ajuda…
    Em outubro pretendo viajar sozinha e estou muito confusa e insegura. Estou em dúvida entre Europa ou EUA. Quero conhecer mais de uma cidade, porém, fico me imaginando andando pra lá e pra cá com uma mala.. e me questionando se for impossível adiantar hotel ou hostel nos lugares que queria conhecer, me imagino dormindo literalmente no banco de uma praça rs
    Enfim… Literalmente perdida rs Me sugere algo? Acho perfeita a ideia de viajar sozinha e curtir a própria companhia… quero muito ter a sua coragem e desbravar o mundo! Parabéns pela ideia!

    • Claro, Luma! O livro está à venda em qualquer livraria física ou online de todo o Brasil. Para primeira viagem solo, eu super recomendaria Europa. Mas também recomendo SEMPRE reservar hospedagem antes de chegar ao destino – use a caixinha do booking aqui no topo do menu à direita para isso, por exemplo. Vc vai adorar a experiência.

  2. Ola Mari

    Acabo de conhecer seu site e estou gostando muito….
    Pretendo viajar sozinha em março de 2015…. tenho 2 semanas de férias logo no inicio do mês.
    Nunca viajei pra fora sozinha…. apenas viagenzinhas de carro pelo litoral de SP….
    Gostaria de saber quais opções seriam boas para o período (climas amenos, locais não cheio de turistas, coisas assim).
    Me interesso muito por culturas diversas…
    Meu inglês é bem razoável, acredito que dê pra me virar…. tenho tbem dupla nacionalidade e passaporte portugues.
    Algumas opções que me interessam são Grecia, Italia (mais o interior, tipo Toscana), ouvi falar muito bem da Suíca e do Canada…. Índia e Dubai me interessam, mas já ouvi falar por exemplo que em Dubai muitas vezes mulheres sozinhas são barradas por uma certa politica para ‘evitar a prostituição’…. tenho interesse mas um pouco de receio desses paises onde as mulheres não tem muitos direitos garantidos…..
    Londres tbem sempre foi um desejo…. Ou talvez as praias de Cancun….
    Pareço perdida, e estou mesmo…rsrrsrsr
    Enfim…. qual seria sua dica para essa época do ano?
    O passaporte portugues dispensa visto em algum desses paises?
    E se vc tem alguma consideração / esclarecimento em relação à esses paises mais ‘machistas’ do oriente medio….
    Obrigada…..

    • Oi, Daniela. Tem dicas de todos esses destinos – inclusive para solo travelers – aqui no blog. Depois dá uma espiada. O passaporte europeu te isenta de visto para todos eles. E são todos tão diferentes entre si que fica difícil eu opinar – à exceção da Grécia (que só fui acompanhada), já viajei sozinha para todos eles e gostei muito. Mas, para uma primeira experiência solo, eu sempre costumo recomendar cidades mais cosmopolitas (como vc pode ver nos outros posts sobre viajar sozinho linkados no texto desta página aqui no blog). Então, para suas primeiras aventuras, eu recomendaria Canadá ou Europa. No Canadá, aposte nas cidades grandes (Toronto, Quebec, Montreal, Ottawa, Vancouver) e na Europa dá até pra juntar Suíça, Itália e Londres na mesma viagem, dependendo de quantas cidades você quiser visitar – Londres, Zurique, Roma, Florença e Veneza, por exemplo, cabem todas em 15 dias (mais dias para Londres e Roma, menos dias para as demais).

  3. Mari! Vou viajar sozinha, quero passar 10 dias, mas estou na dúvida entre Chile e Uruguai.
    Qual seria o melhor lugar para viajar sozinha e para a primeira viagem?

    Aguardo a dica!

    • Renata, para a primeira solo trip eu ficaria com o Chile. Atacama e Patagônia Chilena estão entre os destinos mais buscados no mundo para solo travelers; vc seguramente conhecerá muita gente viajando sozinha também nestes destinos, ainda mais que os passeios são sempre realizados em grupos.

  4. Rosana Almeida

    Obrigada!um abraco, Rosana.

  5. Mari Campos

    Oi, Karina. Montevidéu é uma graça de cidade, você vai adorar. Mas tenha cuidado, se for ficar mesmo no centro, ao andar sozinha à noite, sobretudo nas proximidades do porto – costuma ficar deserto. A escapada a Punta pode ser uma boa, ja q nesse período a cidade costuma ficar bem cheia. Por isso mesmo, quanto antes comprar suas passagens de ônibus pra la, melhor.

    • Karina Cruzz

      Obrigada Mari! Sendo assim, decidi que vou ficar em Pocito, achei um Hostel bem agitado para quem vai sozinho, o que acha?
      Valeu pela dica, ja vou ver se consigo comprar a passagem pra Punta, então, antes de ir.
      Bjs

  6. Karina Cruzz

    Oi Mari,
    Parabénsss pelas publicações, estou apaixonada pelo seu Blog =)
    Mari comprei passagem para Montevidéu do dia 20 ao 24 de Dezembro (paguei muito barato), e vou sozinha, pretendo ficar em um hostel no centro. Gostaria de saber o que vc me recomenda fazer durante esses dias, e se vale a pena pegar um dia para fazer um “bate e volta” em Punta Del Este?
    A uns 3 anos atrás fui para Buenos Aires, também sozinha, fiquei com medo rs, mas conheci pessoas muito legais, onde me fizeram conhecer muitos lugares. Mas confesso que estou com frio na barriga e com medo de ir viajar de novo sozinha rs
    Bjss

  7. Rosana Almeida

    Obrigada, Mari! Espero q esteja bem. Quais as cidades de Portugal e Espanha que vc recomenda? Vc acha que 30 dias daria tempo? Um abraço!

    • Rosana, vou te responder a mesma coisa que já te respondi antes em outra oportunidade: para as cidades grandes, 3 ou 4 noites cada. Para as cidades “médias”, duas noites. E para as cidades pequenas, faça passeios bate-e-volta a partir de Lisboa, Porto e Madri, por exemplo. No blog, se você pesquisar pelas tags Portugal e Espanha, vai encontrar inúmeras sugestões de cidades a visitar.

  8. Rosana Almeida

    Mari..td bem? Aqui estou de volta com meus dilemas de viagens solo…ja mudei bastante os roteiros…rsrs..estou agora a pensar em portugal e espanha…seriam 40 dias. Em portugal, queria passar alguns dias em Lisboa, Porto, Coimbra, Funchal, praia de dona ana…,cascais..pensei em ir em cabo verde tb. Depois, passar uns 6 a 7 dias em barcelona e o mesmo tempo em madri. Estou preocupada com os custos diarios pq dizem q a espanha e bastante cara. O que vc acha do roteiro, da quantidade de dias e dos custos? Obrigada, mais uma vez.um abraco. Rosana.

    • Oi, Rosana Não sei onde vc ouviu ou leu sobre preços na Espanha, mas a coisa é toda ao contrário: é um dos países mais baratos da Europa Ocidental. A quantidade de tempo para seu roteiro está ok.

  9. Maria, não conhecia seu blog. Adorei
    Eu desde os 18 anos viajado por esse mundo de Deus, alone. E olha que já sou bem “rodadada”. Do tempo que mulher viajar sozinha era motivo de expulção da familia, ahahahah!
    Adoro viajar sozinha . É algo que me renova a alma. Nesse tempo coloco minhas ideias no lugar, centro minha alma.
    Escolho o país, data de saida e chegada e o resto é como Deus quiser. Chego no aeroporto alugo um carro e saio. Tenho descoberto coisas magnífica, convivo com o povo de cada lugarejo que passo, sem turistas. Meu segrego, fico atenta aonde os naturais entram e os sigo, para comer ou um simples cafezinhho. É muito interessante quando eles descobrem que sou do Brasil. Sempre tem os que sentam à minha mesa de contam de seus parentes que moram aqui. Uma vez em Córdoba, Espanha, entrei num café perto da estação e pedi um café e fiquei observando os locais. Eles me olhanvam feio pois não pertencia ao lugar até que um velhinho, bem velhinho, perguntou do meu sotaque espanhol, se eu era da fronteira com Portugal, eu disse que não, que era brasileira. Eles abriram um baita sorriso e vieram todos sentar na minha mesa. Bom acabei perdendo o trem, ficando pro jantar e dormir na cidade, pois aquele era meu último trem para MAdri, me arrependendo por ter dispensado o carro naquele trecho. MAs valeu a conversa com eles.
    Não tenho hora ou compromissos. Passo por um supermercado ou vendinha compro o que vou consumir para o dia. PAro o carro quando sinto fome, como, descanso, sigo viagem.
    São experiencias maravilhosas, se encontrar com voce mesmo pelo caminhos da vida.
    Nos últimos anos não pude mais viajar sozinha pois meus pais estão idosos e só viajam comigo. Bom é uma visão diferente, viajo para eles.
    Mas ansio o tempo que voltarei a caminhar sozinha pelo meu mundão.
    beijos
    Cláudia

  10. michele araújo

    oi Mari, vou viajar para portugal e faço conexão em madri e vou sozinha agora em janiero de 2015 e gostaria de saber se tem algum problema.. ou se devo vê algm evento nessa data porque eles falam muito que mulher viajando sozinha acham que é para fazer programa, e viajando sozinha pode desconfiar e meu amigo brasileiro que mora lá diz que mulher nova e bonita eles ficam desconfiado e essas coisas… o que vc acha que devo fazer please.. obrigada beijão.

    • Michele, se vc levar todos os documentos que podem ser exigidos de qualquer viajante, seja homem ou mulher, jovem ou idoso, não deve haver problema, como passagem aérea de volta, reserva em hotel para todo o período, passaporte com pelo menos 6 meses de validade, seguro saúde de 30 mil euros e dinheiro ou limite no cartão compatível com a duração de sua viagem.

      • michele araújo

        MARI LINDAA… muito obrigadaaa.. vc me ajudou muitoo. valeu mesmo !! beijão .. adorei seu blog 🙂

  11. Camilla Luna

    Oi Mari,tudo bem?
    Semana que vem estarei fazendo a minha primeira vagem solo,irei para a Espanha(farei Madri e Barcelona) e Portugal (Lisboa), quais são suas dicas para uma marinheira solo de primeira viagem? rs
    Obrigada!
    Camilla Luna

  12. ola mari,td bem !
    muito legal seu blogger ,parabens!
    gostaria de tirar algumas duvidas,estou terminando a faculdade de turismo.
    hehehe adoro me aventurar conhecer novos destino, o exterior sera minha próxima viagem.
    quero estudar idiomas fora, vc indicaria qual pais ?
    A Irlanda seria um bom lugar pra estudar ?
    obrigada!!!!
    att: Reinalda

    • Oi, Reinalda. Todo lugar é bom, em princípio 🙂 Depende muito do seu perfil. Vc espera que tipo de lugar pro seu estudo?

  13. Oi mari,depois de td q eu li,tomei coragem e vou fazer minha primeira viagem sozinha.Tenho 50a,vou conhecer bonito finalmente.Gostaria de conhecer o mundo.
    Mas fico satisfeita em conhecer aos poucos as belezas do meu pais.bj

  14. Olá Mari,

    Adorei tudo que li. Estou bastante acostumada a viajar, Toronto, Montreal, NY, Orlando, Miami, Cancun, Chile, Londres, Paris , Roma, Florença e Veneza etc . Não falo nada de inglês , porém nunca tive muita dificuldade de me desenrolar !!! Todas esses viagens fiz acompanhada, as vz com meu filho e outras com namorado. Depois de terminar relacionamento de 9 anos, pensei em fazer novas amizades viajando solo por ai !!! Meu niver é em Out, pensei em me dar este presente. A principio pensei Espanha, talvez de 10 a 15 dias, qual roteiro devo fazer?De uma cidade para outra, melhor opção seria trem? Pensei em ficar algum hostel, para fazer amizades e não ficar isolada, o que acha? Será experiência nova, pois estou acostumada com hotéis confortáveis, mais visitei site hostelworld e achei bem interessante, possuindo até suítes femininas( de 2 a 4 dormitórios) .

    • Oi, Andrea, que legal! A Espanha é uma ótima pedida. Eu adoro Madri e Barcelona, mas gosto também de cidades menores como as lindas Zaragoza e Salamanca e bate-voltas a Avila, Segovia e Toledo, por exemplo. Se estiver disposta a ir até a Andaluzia, Sevilla também é um programão (dá uma olhada no blog que tem muuuuitos posts sobre a Espanha aqui). De trem é fácil e gostoso viajar – recomendo o AVE para as distâncias maiores e os comuns para as distâncias mais curtinhas. Quanto à hospedagem, sou suspeita: sempre fico em hotéis confortáveis, em quarto single, e ainda assim faço ótimas amizades. Lobby de hotel também é um lugar bem legal para conhecer outros viajantes (fica muita gente tomando um café, usando wifi, batendo papo etc), assim como bares, cafés, museus etc 😉

  15. Ola Mari, estou indo para a cidade de Sevilha na Espanha ficar 10 dias porem estou com muito medo e por muitas vezes peço em ate desistir de ir pois nunca fiz uma viagem internacional e alem de tudo sozinha, queria muito ter uma companhia para ir mais não achei ninguém disponível mais quero muito ir quero me dar esse presente mais tenho muito medo do desconhecido, como é minha primeira vez tenho algumas duvidas com relação a imigração :
    Vou fazer conexão em Lisboa então passo pela imigração la no entanto gostaria de saber se a imigração em Portugal é muito rigorosa vou esta levando todos os documentos que acho que seja necessários como passaporte em dia , passagem ida e volta , reserva em hostel para esses 10 dias e 900 euros tudo isso é suficiente ou tenho que levar mais algo?
    Vale apela eu levar essa quantia de dinheiro metade em espécie e outra metade no cartão?
    Como é minha primeira viagem internacional e sei o básico do espanhol vc acha que vou ter muita dificuldade na Espanha?

    • Fernanda, vc vai adorar, Sevilha é uma cidade maravilhosa! Não tenha medo, porque Portugal e Espanha são destinos bem comuns para mulheres que viajam sozinhas. Tome sempre os mesmos cuidados que tomaria no Brasil e você estará segura, fique tranquila. Na imigração em Portugal, vão te perguntar quanto tempo você fica e o que fará na Europa. Às vezes, nem te pedem para apresentar nada. Mas, se pedirem, tenha em mãos o passaporte válido (de preferência, por seis meses no mínimo), sua passagem de volta, reserva da hospedagem, algum dinheiro cash e, importantíssimo, seu seguro saúde (é obrigatório seguro viagem para ingressar na Europa e ele pode ser exigido na imigração). Eu, pessoalmente, me sinto sempre mais segura não levando muito dinheiro cash comigo. Levo sempre um pouco para gastos imediatos e/ou emergenciais e, para o restante, uso meu cartão de crédito (você também pode levar parte do dinheiro num cartão de débito e saques pré pago) – acho mais seguro. E com o básico do espanhol dá pra se virar bem, sim.

  16. Maria Fátima de Souza

    Obrigada. Estou animada.

  17. Maria Fátima de Souza

    Quero viajar para Portugal e se possível Espanha em julho/2015.Estava apavorada porque vou ter que ir sozinha, mas lendo os relatos estou me encorajando. Vou tentar um pacote de 8 dias.Moro em Curitiba, vc tem alguma dica?

    • Maria de Fátima, viajar sozinho é uma delícia! E uma excelente chance de se conhecer melhor e fazer novos amigos. Portugal é uma país tão simples e acolhedor, e ainda fala a mesma língua que a nossa, que você nem precisa de pacote: dá pra comprar sua passagem pra Lisboa, reservar seus hotéis e ir ser feliz por uma semana pelo menos por lá 🙂 Tem mais várias dicas sobre viajar sozinho neste link aqui: http://www.maricampos.com/tag/viajar-sozinho/

      • ops, faltou dizer: e a Espanha tb. Mesmo com a língua diferente, o espanhol é próximo ao português e fácil de compreender. E há sempre muitos brasileiros em toda parte. Portugal e Espanha são super preparados para o turismo e destinos muito fáceis para quem viaja sozinho.

  18. Rosana Almeida

    Obrigada!!

  19. Rosana Almeida

    Olá, Mari! Gostaria de saber sua opinião sobre o leste europeu. Obrigada. Um abraço, Rosana.

    • Oi, Rosana. Vc já me perguntou sobre Leste Europeu acima (nos seus comments de maio, falando em Viena e Praga) e já dei minha opinião 😉

  20. Lillý Þorbjörnsdóttir Rocha

    Olá Mari!
    Estou a ler seus relatos sobre viajar sozinha. Viajo sozinha desde que me entendo por gente, pois sou islandesa, filha de mãe islandesa e pai brasileiro, separados. Quando eu morava na Islândia, todo ano eu tinha que viajar sozinha ao Brasil pra ficar com meu pai umas semanas, então desde sempre eu não tenho medo de viajar. Desde que adquiri independência financeira e vim morar no Brasil, sempre faço viagens só, mas há lugares que eu acredito que não dá pra ir sozinha. A ilha de Curaçao, por exemplo, foi um lugar que não gostei de ir só por conta de locomoção às praias mais longínquas, foi uma das poucas vezes que eu senti falta de companhia. De resto é só ter coragem e vontade. Eu tive que me readaptar à vivência no Brasil, pois na Islândia eu não tinha medo de andar sozinha, eu vivia em um dos países mais seguros do mundo e diante da vida no Brasil, aprendi a me precaver por orientação do meu pai, era outro mundo pra mim. Nunca tive problemas em viagens com a questão de assaltos, e como você diz, quem vive no Brasil, nas grandes cidades, já aprende automaticamente a se precaver e nada mais assusta. E você, uma pessoa muito viajada, já esteve em meu país?
    Abraços, Lillý.

    • Oi, Lilly, que depoimento gostoso! Ainda não fui à Islândia, mas está na minha lista de desejos viajantes desde sempre – e se tudo der certo ano que vem sai da lista de desejos pra entrar na lista de destinos visitados 🙂

  21. Cláudia Menezes

    Olá Mari,

    Primeiramente, parabéns pelo Blog! Ótimas dicas!
    Reparei que em mais de uma vez vc diz que hostels não são seu “foco” ou sua “praia”. E, de fato, como vc também falou, o que encarece uma viagem solo é a acomodação (já que passagem aérea, passeios, metrô e entradas em museus, por exemplo, têm o mesmo preço). Se vc não costuma ficar em albergues, qual opção vc utiliza? Hotéis? Mesmo em quarto single? Vc poderia dar dicas nesse sentido ou indicar alguma(s) cadeia(s) de hotéis que sejam mais econômicas, nos EUA e Europa? Agradeço a atenção e sucesso! Cláudia.

    • Oi, Claudia! Sim, é isso mesmo: sempre me hospedo em hotéis, ficando sozinha no quarto (alguns hotéis têm tarifa single, mas a maioria cobra mesmo pelo quarto, independente de ter uma ou duas pessoas dormindo nele). Se você procura opções mais econômicas para as suas viagens, hotéis independentes de estilo econômico (como algumas pousadas, bed&breakfast e hotéis de categoria turística) costumam oferecer preço diferenciado (e tamanho do quarto menor também, é claro) para quem se hospeda sozinho. Em se tratando de hotéis de rede, Accor e Marriott têm também suas linhas econômicas, como os hotéis Ibis Budget e Courtyard Inn, que costumam ter tarifas reduzidas.

  22. Oi Mari, estou apaixonado pelo seu blog, incrível! É a primeira vez que viajarei sozinho. A principio nunca sai do estado que moro, em Natal/RN, e agora vou passar duas semanas em Madrid, e vou sozinho! Pretendo conhecer os museos, parques, arquitetura, a noite Madrilena e tudo mais que eu poder. Gostaria de saber o que você considera ”IMPERDÍVEL” na cidade! E sobre os bate-e-volta, são tranquilos? Dá para ir e vir sem problemas e conhecer o máximo da cultura e turismo local? Estou super animado, já li muita coisa mas nada mais importante do que ter nossas dúvidas tiradas por quem já viajou, já esteve lá! Por fim, talvez você não conheça, mas não custa nada perguntar, conhece algum lugar que venda material artístico? Como lápis de cor? Muito obrigado e voltarei aqui para compartilhar minha experiência! Abração! Ody.

    • Oi, Ody! Que legal que vc vai se aventurar sozinho por aí. Madri é uma cidade incrível e em duas semanas dá pra conhecê-la de cabo a rabo – e seus prédios são deleite para fãs de arquitetura Tem muitos lugares que vendem materiais de arte na cidade, já que muitos artistas vivem lá -e seguramente haverá uma perto de onde vc ficar. Pergunte na recepção do seu prédio ou hostel e saberão te indicar a mais próxima. As minhas principais dicas sobre a cidade estão nos posts que a envolvem http://www.maricampos.com/tag/madri/ Fazer bate-e-voltas é bem tranquilo mesmo, com fartos horários de trem e ônibus para vários destinos. Como você tem 14 dias em Madri, acho que dá bem para fazer uns quatro passeios do gênero, como Toledo, Ávila, Segóvia e Salamanca, em quatro dias das suas duas semanas. Em dez dias dá pra conhecer Madri muito bem. Tem informações sobre essas cidades aqui no blog tb. Sou fã de Madri, acho que vc vai curtir muito 😉

  23. Boa tarde, Mari.
    Acho que tenho idade para ser seu pai, sou um cara de meia idade, e após um relacionamente de mais de 20 anos, estou só. Já viajei relativamente bastante, estou indo para europa, mais precisamente chegando e saindo por Milão, vou ficar 21 dias.Já conheço os principais destinos, mas queria ficar em um ou dois lugares, e passear no entorno. O que vc me recomenda? Não quero nada de lugar cheio e badalado, nem estou a procura de baladas, até por que já passei da idade.Grato. Seu blog é muito bom, parabéns.

    • Oi, Aparício! Você já conhece a Toscana? Acho um destino delicioso pra montar um base – Florença, por exemplo – e de lá explorar as cidadezinhas do entorno, sem pressa, conforme for dando vontade. E fica bem fácil de vc ir de Milão pra lá – dá pra pegar trem logo no aeroporto – e curtir uns bons dez dias Toscanos. Depois, não sei quão “longe” de Milão você gostaria de ir… Sem precisar voar, podendo fazer tudo em trem, por exemplo, dá pra ir à Riviera Francesa e curtir a região fora do agito – montar um base em Nice, por exemplo, e explorar Èze, Villefranche, Antibes, St Paul de Vence etc – ou ir até a Suíça e explorar o Valais, por exemplo. Ou você prefere voar da Itália para outros países mais distantes?

  24. Oi Mari!!!!!
    Pesquisando sobre viagens sozinhas…achei sei blog muito show!!!!!!!!
    Este ano pretendo passar o reveillon em algum lugar diferente, quero viajar mas não sei pra onde ir. Quero ir para algum lugar no Brasil e de preferência que não tenha praia e também que não seja tão caro. Essa é a primeira vez que viajo sozinha e suas dicas serão de ótima ajuda.

    Obrigada!!!

    • Oi, Ilze. Reveillon é um período tradicionalmente caro em todo o Brasil. Conta primeiro de onde vc é, assim fica mais fácil tentar indicar destinos pra vc 😉

      • Oi Mari…..sou do Vale do Paraíba de São Paulo……

        • Reveillon sem praia, com bastante festa, acho que só em SP, Ilze. Outra opção no Brasil em termos de cidade sem praia poderia ser Curitiba. Em cidades maiores quem viaja sozinho acaba tendo mais opções de atividades. Ou, se quiser ir de carro mesmo e ficar só no sossego, dá pra escapar a Cunha, Monte Verde, montanhas capixabas (Domingos Martins, Pedra Azul e Venda Nova do Imigrante), Cidades Históricas de Minas… Difícil opinar sem saber seu estilo de viagem e suas preferências. Cada viajante tem um gosto, um estilo 😉

  25. Oi Mari!
    Acabei de ler o seu livro, Sozinha mundo afora. Adorei.
    Era o que eu precisava para continuar com as minhas viagens solo rs
    Tive minha primeira experiência de viagem solo em fevereiro deste ano. Passei 1 semana em Paraty-RJ.
    Foi um tempo curto, mas suficiente o bastante para vencer o medo e a insegurança em viajar sozinha.
    Gostei tanto da experiência que voltei já planejando as próximas viagens.
    Sempre gostei de viajar e fazer trilhas na natureza.
    Mas quando pensava na possibilidade de viajar sozinha, o medo tomava conta rs
    Até que um dia tomei coragem e decidi ir. Foi a melhor coisa que fiz na vida!
    Fiquei super contente quando li o seu livro e vi que existem várias pessoas que passaram pelos mesmos receios, medos e insegurança que eu.
    Agora estou nos preparativos para viagem solo para Foz do Iguaçu-PR.
    Um grande abraço,
    Marcelle Marinho
    São Paulo

  26. Oi, Mari,
    Você que viaja tanto como se sente em relação a etiqueta aérea? Eu acho cada vez mais difícil essa história de voar em classe econômica. Especialmente para quem viaja no meio. Porque só tem um assento de braço para dois braços ávidos em repousar no descanso. Mas só cabe um de cada vez. Será que os fabricantes de avião ainda não se tocaram disso? Quem viaja no meio, fora a sensação de aperto, ainda tem que disputar o assento de braço, no braço, com o vizinho. E não existe muito uma etiqueta aérea sobre isso. A pessoa que viaja no meio, como prêmio de consolação de estar no pior lugar, deveria ficar com os assento de braço, concorda?. Mas muito sujeito aí não sabe disso e já sai espalhando o cotovelo como se estivesse viajando em classe executiva, folgadão. Mulher nesse sentido são muito mais educadas, e não só com os braços, mas também com as pernas, que não ficam arreganhadas e batendo no vizinho. São mais elegantes e educadas em voo, como na vida em geral. um beijo

    • Pois é, Tales, vc também viaja muito e sabe como hoje em dia a etiqueta a bordo praticamente não existe mais, para nossa infelicidade. Mesmo mulheres eu tenho visto hj em dia muito mais espaçosas e sem cerimônia dentro dos aviões – acho que está todo mundo mais egoísta, menos educado, pensando só em si (sabe aquela máxima “sua liberdade termina onde começa a do outro” que nossas mães nos ensinam quando somos crianças? acho que tem muita mãe que não andou ensinando…).Concordo em gênero, número e grau sobre as mazelas do assento do meio – pôxa, se quem vai na janelinha tem uma “parede” toda para se encostar e quem vai no corredor tem o braço do corredor e mais espaço para esticar as pernas, deveria ser mesmo óbvio deixar o outro apoio de braço para o coitado que vai no meio, espremido. No fundo, deveria ser óbvio para as companhias aéreas – e regra – que cada assento tivesse seus próprios apoios para ambos braços e ponto final. Na verdade, vou até mais longe: acho que deveria rolar aquela divisãozinha que algumas cias têm na classe executiva, como um mini biombo, que você pode deixar pra cima caso não tenha intimidade com o vizinho de assento e queira mais privacidade (o que costuma ser o caso de quem viaja sozinho). Mas, no fundo, doce ilusão a nossa: as cias aéreas só fazem diminuir mais e mais o espaço individual na classe econômica 🙁

  27. Oi Mari! Em agosto vou passar 20 dias com meu marido na Italia, aí ele volta pro Brasil e eu darei início a uma viagem solo por mais 20 dias, passando por Paris, Londres, Barcelona, Madri e Lisboa. Parece que depois de tantos anos de relacionamento desaprendi a fazer isso sozinha, então confesso que estou com um pouco de frio na barriga. Desde carregar mala pra lá e pra cá, a escolher onde ficar, onde ir, o que levar de roupa na mala pra 40 dias fora, qto de dinheiro, etc. Enfim, qualquer luz agora é bem-vinda!

    • Oi, Kelli. Não tenha frio na barriga, não; a viagem solo será uma linda experiência, você vai ver. Passar um tempo sozinha, sobretudo quando estamos há tanto tempo num relacionamento, é uma experiência bastante enriquecedora – para vocês dois. Neste link que consta no texto original do post (http://www.maricampos.com/tag/viajar-sozinho/) você encontra, ao longo de várias páginas, todos os posts relacionados a viajar sozinho publicados aqui no blog. Leia os que achar interessantes e fica à vontade para deixar neles quaisquer dúvidas que tiver. Se você busca dicas mais relacionadas a mulheres viajando sozinhas, pode achar interessante meu último livro, o Sozinha Mundo Afora (ed Verus/Record), à venda em qualquer livraria física ou virtual do Brasil, dando dicas passo-a-passo desde a arrumação das malas até o voltar pra casa.

  28. Oi Mari! Em agosto vou passar 20 dias com meu marido pela Italia, aí ele volta pro Brasil e eu darei início a uma viagem solo por mais 20 dias, passando por Paris, Londres, Barcelona, Madri e Lisboa. Parece que depois de tantos anos de relacionamento desaprendi a fazer isso sozinha, então confesso que estou com um pouco de frio na barriga. Desde que carregar mala pra lá e pra cá, a escolher onde ficar, onde ir, o que levar de roupa na mala pra 40 dias fora, qto de dinheiro, etc. Enfim, qualquer luz agora é bem-vinda!

  29. Obrigada Mari pela informação. E quanto a Bogotá? Você acha inseguro para estar só? Tem algum hotel para recomendar? Um dia dá para conhecer? Obrigada!

  30. Olá Mari,

    Tenho o hábito de viajar sozinha principalmente para países europeus. Mas, tenho muita vontade de conhecer os países americanos, como a Colombia, especialmente Bogotá e Cartagena. Ouvi em alguns blogs que Cartagena é uma cidade romântica, apropriada para casais. Então, fiquei em dúvida se é apropriado ir sozinha para lá. O que você acha?

    • Oi, Ana! Eu só fui a Bogotá e arredores, mas tenho muitos amigos que foram a Cartagena; a maioria deles com outros amigos ou sozinhos. E todo mundo curtiu. Dizem que a cidade é lindíssima e eu iria sem grilos. Dizem que Paris é romântica e é um dos melhores destinos para viajar sozinha também, não? 😉

  31. Oi Mari bom dia… Então sobre viajar sozinha, eu ja viajei algumas vezes e não tive problemas, mas um lugar que eu adoraria conhecer mas tenho receio de ir sozinha é o Leste Europeu… Praga, croacia, Budapeste, Russia ( se algum não for geograficamente do leste me desculpe kkkkk)…. enfim o q vc acha? Acha q vale ir sozinho mesmo, acha perigoso? bjos

  32. Oi Mari, tudo bem? Estava procurando dicas de viajar sozinho e encontrei o seu blog…achei bem legal, parabéns!!! Em setembro estou indo pra Espanha, vou passar uma semana em Ibiza, lá tenho amigos e tudo resolvido, sem problemas. Daí começa minha viagem solo, estou com vontade de ir para Portugal, gostaria de conhecer Lisboa e quem sabe outras cidades por perto, vc teria alguma dica sobre Lisboa, aonde ficar, o que vale a pena conhecer, transportes, outras cidades interessantes? Tenho de 10 a 12 dias pra fazer essa viagem, pretendo ser econômico (dentro do possível), e tenho mais de 40 anos….obrigado e mais uma vez Parabéns pelo Blog

    • oi, Zau, que bacana! Portugal é uma delícia e super hospitaleira com solo travelers. Com 10 a 12 dias por lá, dá pra fazer bastante coisa. Vou todos os anos, em geral sozinha, e nunca me canso. E é um destino bem barato, fique tranquilo. Lisboa não é grande, é bem fácil explora-la em poucos dias e conhecer também seus arredores em passeios bate-e-volta de um dia, como Sintra, Cascais+Estoril etc. Tudo com trem, rápido, fácil e bem barato. Se vc se animar, dá até pra esticar (mas daí com pernoite) a Coimbra ou Porto, outras duas grandes lindezas portuguesas). Tem várias dicas sobre Lisboa aqui http://www.maricampos.com/tag/lisboa/ Fique à vontade para deixar suas outras eventuais dúvidas nos posts sobre a cidade 🙂

  33. Rosana Almeida

    Obrigada, Mari!!

  34. Rosana Almeida

    Olá, Mari!!! A minha viagem ainda não saiu do papel…rsrsrs..mas estou fazendo um planejando e suas dicas são preciosas…Mas estou com um frio na barriga de fazer uma viagem sozinha pelo leste europeu e mais amsterda e Viena..em uns 35 dias..Até hoje, somente fui a Argentina e Uruguai..Dá para se desenrolar com um inglês básico, para visitar os pontos turísticos – museus, assistir peças..?.Achei muito linda a Eslovenia…Obrigada!!Um grande abraço!! Rosana Almeida.

    • Sim, Rosana. Como te respondi antes, sabendo inglês dá pra se virar na Holanda, na Áustria e no chamado Leste Europeu.

  35. ola,estou marcando uma viagem para o mexico,ainda esse mes!
    e gostaria de saber qual cidade de voce me remendaria!?
    brigada bjos

    • Oi, Yasmin. Aqui está um link para todos os posts sobre destinos que visitei nas viagens ao México http://www.maricampos.com/tag/mexico/ . Onde ir exatamente vai depender do seu gosto pessoal e de quantos dias você tem para se deslocar pelo país. Lendo os posts fica fácil encontrar qual a sua “praia” 😉

  36. Rosana Almeida

    Olá, Mari!
    Estou pensando em incluir Eslovenia e Croácia. Então, ficaria em Amsterda (ou Viena), Praga, Eslovenia*, Budapeste e Croácia*, num total de 32 dias, incluindo os deslocamentos. Outra opção seria acrescentar mais 5 dias no roteiro e fazer Amsterda e Viena. O que você acha?
    Obrigada mesmo!!

  37. Rosana Almeida

    Obrigada, Mari! Um grande abraço! Rosana.

  38. Rosana Almeida

    Olá, Mari! Estou programando em torno de 35 (dias) de férias. Então, ficaria em Amsterdã, Praga, Budapeste, Croácia, e incluiria a Eslovenia e tiraria a Polonia e a Grecia.. Será que é cansativo ir de Amsterda para Praga de trem? Outra opção é colocar Viena, ao invés de Amsterdã..ficaria mais perto de Praga…Mas penso que seria, também, uma oportunidade para conhecer um pouco da Romenia e da Bulgaria…As capitais são pequenas, mas não gostaria de ficar menos de 5 dias…Um abraço e obrigada! Em relação ao idioma, com o inglês dá para visitar museus…ir a concertos..se virar no trem.., não é?

    • Rosana, eu geralmente recomendo 4 dias inteiros (não contam dias de chegada e saída) em cada capital ou cidade grande. Dá pra fazer o básico-básico em Amsterdã, Praga, Viena e Budapeste se vc tiver 3 dias INTEIRINHOS em cada uma delas, mas com quatro fica mais tranquilo, já que as cidades são todas boas de caminhar, aproveitar parques etc. Eu colocaria Viena no seu roteiro, sim, já que de Praga ou Budapeste pra lá fica perto em trem e a viagem é bem bonita – mas manteria Amsterdã também. Acho as quatro (Amsterdã, Praga, Viena e Budapeste) das cidades mais incríveis do continente europeu. Quanto ao trecho Amsterdã-Praga em trem acho cansativo demais, são mais de 14h. Tem sempre muita oferta em voos internos na Europa tanto nas cias low cost quanto nas cias tradicionais, acho que definitivamente vale voar entre as duas cidades. Se quiser colocar algo de Romênia ou Polônia no seu itinerário acho viável, mas vale lembrar que as distâncias por terra costumam ser bem grandes. Grécia eu já acho que fica bem “fora de mão” no seu roteiro, ainda mais se você quiser se deslocar mais em trem. E, por último, sim, com inglês dá pra se virar durante as visitas e deslocamentos.

  39. Rosana Almeida

    Olá, Mari!!! Parabéns pelas suas andanças pelo mundo!!!
    Estou pensando em organizar uma segunda viagem a solo, para a Grecia,, Croácia, Praga, Budapeste, Varsóvia. Para isto, estou ressucitando meu inglês…rsrssr..Penso em ir direto a Praga, daqui de Salvador; ou senão, passar uns 7 dias em Amsterdã. Neste caso, compraria as passagens, ida e volta p/ Amsterdã…ou senão para Viena. Penso em ficar em torno de 7 dias nas cidades e capitais principais. O que acha?
    Um grande abraço!
    Se tiver alguém que queira saber mONTEVIDEU, Colonia e Buenos Aires, com acomodações em hostels legais, pode dar meu email: rsnalmeida@yahoo.com

    • oi, Rosana. Acho ambas ideias excelentes, tanto o giro pelo leste europeu como a semana em Amsterdã. Só precisa ver direitinho quanto tempo vc tem disponível. Porque colocar Grecia, Croacia Praga, Budapeste e Varsóvia tudo na mesma viagem, só recomendaria com uns 20 dias de férias, pelo menos.

  40. Ah! Muito importante.. tenho 24 anos!

  41. Oi Mari, tudo bom?

    Estou com viagem marcada para NYC. Passarei um mês por lá e vou aproveitar para fazer um curso de inglês na Kaplan do Soho. Estou indo sozinha, sem conhecer ninguém. Sou muito festeira e por isso tenho intensão de conhecer o máximo de gente possível, fazer amigos.. Quais dicas você me daria? Quais lugares frequentar em busca de conhecer gente nova? Estou fazendo minha programação sem contar com ‘amigos’ mas a viagem seria MUITO mais divertida se eu conseguisse socializar com as pessoas, nativas ou não. Me ajuda? =)
    Obrigada!

  42. Rosana Almeida

    Olá, Mari! Quero lhe agradecer pelas dicas e orientações preciosas!! Gostei muito de Buenos Aires, Colonia e Montevideu!!!O clima de Outono foi muito bom para passear, curtir os parques e museus…Fui para um show folclórico no teatro solis- muito lindo!!! Andei de ônibus tranquilamente em Buenos Aires e Montevideu! Não vejo a hora de viajar para Europa! Um grande abraço!! Rosana.

  43. Clitênia Boneli

    O blog (?) Viajar sozinho já está entre os meus favoritos!!
    A experiência de viajar sozinha, a mim, comove. A muitos, assusta e causa estranheza!!
    Mas, o que me move? Os meus conceitos e as minhas mais íntimas e próprias emoções !
    Aos planejamentos da próxima viagem solo!!

  44. Fernanda Sousa

    *Um livro de guia de viagem sobre o México

    • sim, acho que não vale ficar 15 dias só na capital, não! Eu adoro DF (como a Cidade do México é chamada pelos mexicanos), mas em cinco dias vc consegue ver todo o básico. Uma semana se quiser ver tudo com muita calma. De lá, vale explorar o interior (Oaxaca, San Miguel de Allende) e qualquer uma das costas, Caribe (Cancun, Playa del Carmen, Riviera Maya etc) ou Pacífico (Los Cabos, Punta Mita, Riviera Nayarit). Como vi que em outro post vc já achou o guia do México, aqui nesse link você encontra todas as minhas dicas para explorar os destinos do México numa boa: http://www.maricampos.com/tag/mexico/

  45. Fernanda Sousa

    Obrigada Mari,seus posts estão ajudando bastante.Encontrei no Mochileiros.com várias dicas pra quem quer viajar barato para o México.
    Mais uma pergunta quero fazer a você. Pretendo ficar por lá 15 dias,vc acha viável ir em alguma cidade mexicana vizinha,até mesmo o litoral mexicano ou deveria estender mais esses 15 dias…pense numa pessoa confusa e multiplique.Eu.
    Ah…pode me indicar algum guia de viagem?!!!!

  46. Fernanda Sousa

    Oi,Mari…Sou nova por aqui,sempre acompanho blogs de viagens no intuito de arranjar coragem para viajar sozinha,especificamente para o México.Mas,como não tenho experiências em viagens “independentes”,pois sempre viajei com pacotes de agências de turismo…quero ir para o Cidade do México,mas não tenho nada fechado.Meu maior medo é por não falar espanhol,eu entendo,mas não falo(rsrs).É um problema,né?!
    Quero fazer uma viagem à la mochilão,simples e barata,ou melhor aventureira.Gostaria de receber umas dicas suas sobre melhor data para ir,hostel…
    Ah,tenho muita dificuldade em arranjar dicas de viagem ou pacotes de viagens para a Cidade do México,só vejo por aí idas a Cancún 🙁
    Ayudarme?!

    • Oi, Fernanda, seja bem-vinda 🙂 Não falar espanhol não é um problema, não; em países hispanohablantes sempre dá pra se virar com o bom portunhol. E é bem tranquilo viajar sozinha pra lá; eu mesma estive sozinha em todas as viagens que fiz para a Cidade do México. Mas viagens mochilão e hostels, se você der uma olhadinha nos posts aqui, vai ver que não são o foco do blog nem meu tipo de viagem. Existem muitas opções para esse tipo de viagem no México, mas eu não saberia te indicar nenhuma porque não fiz nenhuma viagem deste tipo em nenhuma das vezes em que estive no país. As melhores épocas, em geral, são maio, setembro e outubro, para fugir do calorão, do inverno e também da alta estação. Outras dicas para viagens à Cidade do México você encontra aqui http://www.maricampos.com/tag/cidade-do-mexico/

  47. Alessandra

    Olá, Mari!!!
    Estou pensando em viajar sozinha pela primeira vez. Como não falo outras línguas, pensei em Buenos Aires. Na verdade, estou querendo isso meio que em cima da hora, pois quero para os dias 18 a 22 de Junho. É pouco tempo, mas pra começar já esta bom!!!
    Alguém tem interesse? Qualquer coisa, meu e-mail é o alem.eu28@gmail.com

    • não tá em cima da hora, não, Alessandra! tem mais de um mês até lá 🙂 E acho excelente a ideia de começar a viajar sozinha por Buenos Aires: fácil, sem barreiras com a língua (todo mundo entende português lá), sem complicação. Ótima ideia 😉

    • Rosana Almeida

      Alessandra, olá!
      Passei 18 dias na Argentina e Uruguai. Se quiser algumas dicas, escreva para meu email.Fui sozinha e fiquei em hostels. As cidades foram Buenos Aires, Cárdoba, Colonia e Montevideu. Um abraço!Rosana.
      rsnalmeida@yahoo.com

  48. Ola Mari,
    Estou pensando em ir para a California sozinha, mas para fazer a famosa viagem de de carro entre San Francisco e San Diego.
    Estou consciente de que sera caro… Mas, sera que vou conseguir aproveitar?
    O que vc acha?
    Ah! Ja sou experiente em viajar sozinha,.
    Obrigada!

    • Vai, sim,Sueli, por que não?! Minha única dica é, já que vc não terá com quem alternar o volante, faça um itinerário com paradas frequentes e distâncias curtas a cada dia. Assim você consegue sempre esticar as pernas e tomar um cafezinho entre um lugar e outro, aproveitando o visual bonitão da estrada, e não fica nunca cansada 😉

      • Mari, muito obrigada!!!
        Já estou vendo as passagens!! Nada melhor do que ler isso de uma especialista!!
        Beijos!!!

  49. Olá Mari,
    Vou para Marrakech passar dois dias agora em maio. Você me aconselha a pagar um guia? São 100 euros pelos dois dias. Vi sua dica de um ônibus de turismo que são 19 euros, mas estou na dúvida se é melhor ter alguém da cidade, já que serei uma mulher sozinha no Marrocos. O que você acha?

    • Oi, Luciene! Acho que o guia é legal pro souk, até pra você poder entrar na parte não turística do mercado – uma experiência bem legal (que eu adorei e conto aqui http://www.maricampos.com/marrakech-tour-guiado-pelo-souk/). Mas para andar pela cidade, acho que não precisa, não; Marrakech tem sempre muito turista circulando. A única coisa é que, como mulher sozinha, vão mexer com você o tempo todo (mas só olham e falam, não se preocupe). Escolha as ruas movimentadas para caminhar e vá de boa. Eu gosto muito do ônibus – eu gosto de comprar o passe de 48h e ficr livre para zanzar por toda a cidade, sem preocupações;)

  50. maria ester

    Oi MAri,

    Estou querendo fazer minha primeira viagem a europa e não tenho ninguém para ir comigo. Morro de medo de me perder, da língua, enfim, de tudo.
    Quero ir a Paris e Viena, pois tenho onde ficar. Mas também pretendo ir a Itália (Roma, Firenze e Veneza), como também Budapeste e Praga. Meu inglês não é lá grandes coisas, será que consigo me virar sozinha?

    • Opa, claro que consegue, Maria Ester! É só planejar tudo direitinho antes de embarcar que dá tudo certo – você vai encontrar várias pessoas com os mesmos “medos” que você 😀 Dá uma olhadinha nos outros posts sobre viajar sozinho aqui no blog http://www.maricampos.com/tag/viajar-sozinho/ e, se quiser, no meu livro Sozinha Mundo Afora tem muitas dicas específicas para mulheres que viajam sozinhas. E, claro, volte aqui no blog sempre que tiver qualquer dúvida no planejamento 😉

  51. Oi Mari, boa-noite!

    Parabéns pelo blog.

    Gostaria de te pedir dicas da viagem Bali/Cingapura que vc fez em julho do ano passado.

    Tenho de 18 de junho a 20 de julho para viajar e pensei na Indonésia. De qualquer modo, gostaria de saber suas recomendações. Você foi direto para Bali? É fácil encontrar passagens internas? É necessário visto? Como é o clima? Bom, como você vê, estou curiosa por tudo e já lhe agradeço desde já.
    Abraço.
    Andréa

  52. completando o comentário ANTERIOR.. Só fico meio assim para pedir aos outros para tirar foto minha……..

  53. Olá Mari…

    Estou viajando próximo mês para passar 9 dias em Nova York, viajando SOZÍSSIMA.rs
    Você acha que fica estranho uma mulher sozinha andando pela cidade? Confesso que vou com a cara e a coragem!!! Só fico meio assim para pedir aos outros fotos minha, mas de resto, estou tranquila. rsrs
    Abraços.

    P.S.: Parabéns pelo site. Excelente!

  54. Mariana Bezerra

    Boa noite Mari

    Me chamo Mariana também primeiro gostaria de te agradecer e elogiar pelo blog viu!! Muito bom os textos são muito claros e ajudam muito principalmente eu que sou muito perdida…rsrs
    Bom Mari eu gostaria de sua ajuda porque eu vou fazer intercambio em novembro na Irlanda em Dublin durante um mês e ao final do curso vão me sobrar 10 dias para conhecer alguma coisa pela Europa antes de voltar a Dublin e finalmente voltar ao Brasil e tudo isso vou fazer sozinha e confesso que não tenho ideia como vai ser, to ansiosa mas com medo não.
    Gostaria se possivel que vc me desse umas dicas se invisto em ficar esses 10 dias numa cidade só ou se conheço duas ou mais e quais seriam as melhores opções tanto porque eu vou sozinha e pelo fato de ter que voltar a Dublin pra vir pra casa e não sei qual seria a melhor logistica.

    Brigada e parabéns mais uma vez!

    • oi, Mariana! se você não conhece ainda nada de Europa, te sugeriria dividir esses 10 dias em dois ou 3 cidades grandes – Paris, Londres, Lisboa, Madri ou Roma, por exemplo. Mas daí depende do seu gosto e do seu orçamento, pra saber o que é mais viável e interessante PRA VOCÊ. Londres vai estar perto de vc, costuma ter muita oferta pra ir de Dublin pra lá. Se quiser cidades menores, tem Edimburgo, também perto, que é uma delícia! Se usar low cost – tipo Ryanair – dá pra chegar baratinho nas capitais distantes. Eu escolheria duas delas ou, no máximo, 3 e passaria de 3 a 5 noites em cada uma. Acho que vc vai curtir 🙂

      • Mariana Rosa

        Oi Mari
        Brigada pelas dicas eu pensei em ir pra Londres e Paris mais não tinha idéia de distância se são distantes entre si e tal…a minha maior duvida é que por exemplo indo primeiro a Londres e depois pra Paris fica muito longe de Dublin? Porque eu teria voltar pra la pois a minha volta pro Brasil tem saída de la. Outra duvida Mari vc sabe se em Dublin tem um guarda volumes ou algum serviço assim pq nao levaria pra essas viagens toda a minha bagagem…
        Você poderia me dar umas dicas dessas duas cidades (londres e paris) pra quem vai sozinha e sem dominar o inglês?
        E a ultima coisa…juro! Rsrs
        Durante o intercambio os finais de semana são livres vc acha que da pra fazer alguma coisa algum programa por ali por perto?
        Brigada!! Bjs

        • Mariana, de avião é tudo pertinho na Europa 🙂 Entra no kayak.com e busca os preços de passagens pra lugares que vc gostaria de conhecer. Dá pra fazer em ônibus e trem, mas daí você gastaria muito tempo para os deslocamentos grandes, não recomendo. Já Paris-Londres em trem com o Eurostar, por exemplo, é uma delícia e rapidinho. Aeroportos e estações de trem geralmente têm lugares para deixar bagagem (lockers); você pode pagar por hora ou por dia que deixar lá. Ou pode combinar com algum amigo do seu curso de deixar na casa dele e voltar pra buscar antes de ir embora direto pro Brasil. De avião, dá pra fazer muita coisa, mesmo longe, nos finais de semana. E a Irlanda também tem coisas lindas que dá pra fazer fácil e pertinho de Dublin, bate-e-volta ou escapadinhas de finde (Giant’s Causeway é um must, por exemplo). O próprio pessoal da sua escola certamente organizará alguns passeios opcionais de final de semana. Quanto a programetes em Paris e Londres, usa a caixinha de busca aqui no menu à direita do blog para procurar os destinos um por um. Viajo em geral sozinha para esses destinos, então todos os programas recomendados são testadíssimos. 😉

  55. Oi Mari,

    Sempre que possível acompanho suas dicas e sempre são muuuito bem utilizadas.
    Depois de vencer certas barreiras e preconceitos posso dizer que já rodei bons kilometros “solo” por aí… já andei por Buenos Aires, Uruguay, Londres, Amsterdã, Bélgica (Bruxelas e Bruges), e mais algumas cidades brasileiras…. todas “solo” e sempre fui muito bem recebida e tratada com muito respeito. Os cuidados que temos que tomar são os mesmo se estivéssemos acompanhadas e claro, não dar bandeira à noite, etc

    Enfim, agora recebi um convite de um amigo para conhecer Xangai, mas por 9 dias ficarei “solo” e viajarei para Pequim e Xian. Passagens e Hotéis já reservei por minha conta como sempre preferi fazer. Agora para os tours já entrei em contato com 2 agências locais na China e tenho a opção de um tour privado, com um guia falando em Inglês e outra com Bus tour, com umas 20 pessoas. Fazer amizades sempre é legal mas ter a flexibilidade de um tour privado está me animando viu… com uma diferença de valor que acho que compensa.

    Você já esteve na China em viagens “solo”? Tem dicas desses locais? Sabe me dizer como eles recebem mulheres estrangeiras por lá?
    Desde já muito obrigado e deixo aqui a meu empurrão para todos que morrem de vontade de por o pé no mundo e muitas vezes se prendem por não ter companhia ou porque a companhia não quer ir…. vão em frente!!!!! As recompensas serão inúmeras!!!
    Abraço.
    Marisa

    • Oi, Marisa, tudo bem? quero muito, muito mesmo, ir à China. Mas, infelizmente, até hoje não consegui pisar por lá. Amigas que foram sozinhas gostaram muito, em geral, mas disseram que não é muito fácil a comunicação por lá. Vou tentar me informar melhor sobre como fizeram seus passeios (se tours, se privados etc) e o que acharam da experiência e te conto, ok?

      • Oi Mari,
        muito obrigado pela tentativa em buscar informações e espero que em breve você possa pisar na China, país que sempre quis conhecer e que agora seá realidade!. Quando voltar da viagem venho aqui contar um pouquinho ok. Bjao

    • Marisa, fui pra China duas vezes, a primeira (Cantão e Pequim) com meu noivo e a segunda (Pequim, Shanghai e arredores) sozinha, nas duas vezes fiz todos os passeios de forma independente, até para a muralha fomos em ônibus comum, de linha mesmo. Não fui pra Xian, mas achei tranquilíssimo viajar sozinha por Pequim e Shanghai, os chineses não tem (ou não demonstram) preconceito com mulheres sozinhas, mostram muito respeito e, na minha opinião, viajar pela China no geral é bem mais fácil do que a gente imagina… Lógico que tem o problema da comunicação, mas nada que dificulte demais a viagem, tem um aplicativo chamado Pleco que é uma mão na roda! Quanto ao transporte, o metro das duas cidades te leva para praticamente qualquer lugar e você compra o ticket nas maquininhas em inglês, fui para os arredores de Shanghai de trem e tb achei tranquilo demais, só a compra do ticket que é meio complicada pq as máquinas não funcionam para estrangeiros, mas você olha no ctrip o horário do trem que você quer e já diz o número dele pra a atendente, se der errado é só colocar no pleco. A única coisa que eu não recomendo é pegar taxi a noite, o maior perrengue que já passei foi por lá, em Shenzhen, quando o taxista rodou com a gente por um tempão pedindo mais dinheiro mandava a gente descer do taxi no meio do nada, foi horrível! Em Shanghai não usei taxi pra nada, em Pequim só usei da primeira vez pq tava muito frio, da segunda fiz tudo de metro e a pé mesmo. Se tiver mais alguma dúvida me manda email: anacarlaaa@globo.com

      • ah, que delícia seu relato, Ana Carla! Muito obrigada! <3

      • Oi Ana Carla,
        muito obrigada pelas dicas, principalmente a de não usar taxi a noite. No geral qdo viajo sozinha tomo muito cuidado a noite, mas muitas vezes pensamos que o taxi é um meio seguro!!! Ótimo saber que posso comprar tickets do metro nas máquinas em inglês. Vou baixar esse aplicativo Pleco. Se surgir alguma dúvida entrarei em contato sim. Valeu!!! 🙂

  56. Olá Mari, Viajarei sozinha para o México x California. Qual a dica que vc me dá.
    beijos. e obrigada.

    • Oi, REGISCAM. Clica no link que está no texto do post (ou cola http://www.maricampos.com/tag/viajar-sozinho/ no seu browser) que vc vai ter acesso a todas as minhas dicas para viajar sozinha. Tem várias no livro “Sozinha Mundo Afora” também, à venda nas livrarias brasileiras. Se usar a caixa de busca do menu à direita do blog digitando México também vai encontrar todos os os meus passeios por lá 😉

  57. Oi Mari,
    Adorei ler tudo o que voce postou, principalmente porque encoraja mulheres a viajar sozinhas. Tenho 59 anos e quero comemorar meus 60 viajando sozinha. Vou a Badajos visitar uma amiga e de lá, Espanha, Italia e volto por Paris (onde vou comemorar meus 60 anos) sozinha ou não.
    Voce acha que posso viajar com roteiro mas sem reserva ? Ja conheco Madri, Barcelona e Sevilha, algumas cidades da Italia e Paris mas sempre em excursão. Agora quero ir solo.
    É obrigatorio seguro saude ?
    Tenho que ter reserva de hotel para viajar?
    Obrigada e abraços.

    • Oi,Neusa! que legal sua viagem! Seguro saúde é obrigatório, sim; pelo seu bem e porque podem te pedir para apresentar um na imigração de entrada na Europa. E, sim, sou também do time que acha essencial ter reserva nos hotéis; mesmo que vc faça aquelas reservas pelo booking.com (tem uma caixinha de pesquisa aqui no menu à direita, já viu?) que podem ser canceladas até a véspera sem custos.

  58. Meu dilema aqui é mais culpa do que medo, sou casada com filhos pequenos. Sempre tive planos de ver a Europa, já fiz cursos de alemão, fiz roteiros e nunca fui, 1º quando solteira não tinha dinheiro, quando casada pq vieram os filhos e eu não podia deixá-los pois eram pequenos e precisavam muito de mim. Agora já estão um pouco maiores, fiz roteiro para irmos juntos. Mas meu marido disse que eles são pequenos ” para este tipo de viagem” e sugeriu que eu fosse só. Daí o drama, ele se prontificou em tirar férias para cuidar deles, e está dando a maior força. Fiz novo roteiro para fazer 2 semanas de curso em Berlim e voltar . Ele disse : quem sabe prolonga mais um pouco já que as passagens estarão pagas. Aumentei para mais 8 ou 9 dias. Praga,Viena, Bratislava e Budapeste. Fiz todas as cotações, inclusive dos translados internos. Fico toda animada. Mas toda manhã qd acordo sinto culpa por deixá-los. O dia vai passando e a coragem volta. E aí??? Vou ou não vou????
    Ajude-me neste dilema, bitte.

    • Vai,claro! várias das leitoras aqui do blog são casadas e com filhos e viajam sozinhas todos os anos. Aliás, muitas delas têm “acordo” com os maridos que cada um tira uma semana de férias “sozinho” (só mesmo ou com amigos) por ano. Acho saudável individualmente, para o casal e para a família 🙂

  59. Olá Mari!!!
    Dia 8 de maio estou indo pra Barcelona…sozinha.
    Todo mundo esta me achando muitoloka.com.br, mas cansei de esperar pelas amigas, namorados etc etc.
    Ficarei 10 dias, estou estudando tudo que posso da cidade, sei que viajar sozinha requer alguns cuidados especiais.
    Com relação a Barcelona, como é vista a viajante só? Queria ir para alguma balada também, acha viável?
    Como funciona a noite em Barcelona, em se tratando de “mulheres desacompanhadas” .
    Super Beijo

    • Oi, Giovanna. Barcelona é uma cidade animadíssima e o que não faltam lá são programas noturnos. Como em quase todo destino espanhol, se enturmar no dia-a-dia e nos programas noturnos é fácil e agradável. Tem que tomar os mesmos cuidados de segurança que vc tomaria no Brasil – e lembrar que lá a noite é, literamente, uma criança. Tem também dicas de Barcelona aqui http://www.maricampos.com/tag/barcelona/

  60. Oi Mari, to me inspirando no seu blog para tentar planejar uma viagem só.Estou nesse dilema, viajar só ou não viajar. Fico com receio pois acho que tudo é mais complicado…desde a chegada, pegar bagagens, até aluguel de carro e fazer pequenas trips.. Você já foi a Califórnia?
    Abraços,

    • Oi, Camila! Não estive na Califórnia mas viajar sozinho nos EUA é, em geral, muito fácil e descomplicado. Não fique no dilema, não,vá! A insegurança de viajar sem companhia é só no começo; depois passa rapidinho e é ótima essa sensação de conquista, de dar conta de tudo, de nos descobrirmos muito mais fortes e capazes do que pensamos. Dá uma lida em todos os posts sobre viajar sozinho que estão linkados no texto desse post e vc vai ver como se anima. Vai voltar cheia de novos amigos 🙂

  61. Olá Mari, achei esse site e estou me sentindo mais confortável, Pois irei viajar sozinha essa semana, e estava me sentindo um ET rsrsr, a pessoa que iria de cia comigo andou para tráz em cima da hora, e me deixou na mão. Só que por eu estar de férias e já é a ultima semana e estou estressada resolvi não cancelar a minha também. Confesso que estou inseguro comedo de ficar só de tudo e não achar graça em nada. Estou indo para Macéio, mais para descansar. Eu sou um pouco tímida e não tenho muita facilidade de chegar nas pessoas para conhecer , sempre espero que elas venham, que dicas vc me daria, pois vou de avião, e é mais difícil de conhecer as pessoas, se soubesse que ela ia andar para traz tinha ido de ônibus, seria mais fácil, abraços Lid

    • Oi, Lidiane. Vá sem medo que vc vai adorar a experiência. Viajar sozinho é bom para nosso auto-conhecimento e para conhecer novas pessoas. As dicas estão todas linkadas no post acima, vc leu? Vou reproduzir aqui, caso vc tenha perdido: http://www.maricampos.com/tag/viajar-sozinho Uma ótima viagem! e volta aqui depois pra contar como foi 😉

  62. Mari valeu pela sua atenção!!!! Que legal sentir o carinho q vc dedica as pessoas q navegam pelo seu blog!!!!! Vou aproveitar o fim de semana p pesquisar e tomar decisões!!!! Depois te conto!!!! Abraço Gd bom fim de semana p vc!!!!!

  63. Poxa Mari obrigado pelo apoio, vou mesmo viajar na semana dos feriados de abril!!!! E solo…
    Vc acha muito estar 8 dias em Santiago? Sou cosmopolita e não sei se me animaria muito ir pra Patagônia ou Atacama por receio de me sentir muito isolado… Será?????Vc acredita q 8 dias pode ser pouco para Madri ou Nova York… Já estive em NY com amigos não sei se da pra se virar bem por lá sozinho…. Destes lugares q venho comentando qual em sua opinião é o mais solo friendly ????? Valeuuu

    • Olha, 8 dias em Santiago eu acho bastante. Mas daí vc pode explorar os arredores também, tudo pertinho e fácil de chegar: Valparaíso, Viña del Mar, os vinhedos… ótima pedida. Mas uma semana em Madri ou uma semana em Nova York também são ótimas ideias – e os dois destinos são excelentes pra explorar sozinho (fáceis de explorar e amigáveis). Madri, aliás, anda bem barata.

  64. Oi Mary…. Encontrei seu blog por acaso aqui na net e fiz uma pesquisa entre comentários e respostas na qual me animaram a seguir seus palpites e claro este seu trabalho muito bacana!!!!!
    Sabe no último mês fui passar o carnaval em Buenos Aires sozinho por falta de companhia… Como já tinha morado na argentina e falo o espanhol optei por este roteiro p me sentir mais a vontade!!!!!! Minha primeira viagem solo e foi incrível…. Pude aproveitar cada instante sem me preocupar em estar agradando ou atrapalhando alguém!!!!!!! Foi muito bom….. Tanto que estou com uma semana livre no mês de abril e estou pensando em tomar coragem e fazer o mesmo…. Só não sei p onde ir…. Pensei em Chile por ser um pais de habla hispana mas pensei tb em Califórnia ou Madri…. Queria algo prático já q não tenho muito tempo p planejar a viagem, algo não tão caro porém bem bacana para estar só por uns 8 dias… Alguma sugestão ??????
    Obrigado
    Abraço

    • Oi, Denis. Que legal seu depoimento! é muito bom mesmo sair sozinho por aí de vez em quando 😉 Complicado eu te dizer onde ir porque gosto é muito pessoal, né? mas se vc está pensando numa viagem curta (1 semana) e que não seja tão caro, acho que o Chile seria uma ótima pedida. Atacama e Patagônia são destinos super solo friendly por ali 😉

  65. Oii Mari, eu estou planejando viajar sozinha em julho de 2014, encontrei seu blog nas minhas pesquisas, me está sendo muito útil,eu pretendo ir a Argentina, por favor me indique um lugar legal que eu possa conhecer, sem que eu me sinta só, na verdades estou temerosa em viajar sozinha…mas com certeza irei bjusss.

  66. Adriana Carvalho

    Olá Mari!
    Parabéns pelo blog e obrigada por compartilhar conosco suas experiências, dicas e novidades sobre o mundo lá fora.
    Confesso que sempre sonhei em fazer uma viagem à Europa (em especial a Itália) SOZINHA, mas nunca pensei em concretizar isso. Era apenas um sonho. No entanto, hoje resolvi buscar mais informações, pesquisar preços e quem sabe realizar isso no próximo ano quando completarei 30 anos (belo presente, né? rs). Farei de tudo para que se realize.
    A única coisa que me deixou bem desanimada são os preços para quem pretende viajar sozinha. Como não sei falar nenhum idioma além do português, pesquisei diretamente numa agência de viagens e para a minha surpresa o valor do pacote é praticamente o dobro. 🙁
    Admiro muito aqueles que viajam apenas com o mochilão nas costas, mas como não sei outras línguas me sentiria um peixe fora d’água.
    O que você me aconselharia?
    Obrigada.
    Bjs

    • Oi, Adriana. Realmente viajar sozinho pode sair mais “caro” que viajar acompanhado; tem posts falando sobre isso aqui no blog e também no meu livro Sozinha Mundo Afora (vc já leu? é bem legal pra quem ainda não embarcou numa viagem solo 😀 ). Porque não tem com quem você dividir a despesa do quarto, do táxi etc. Mas não precisa ser o dobro. A única coisa numa viagem que pode custar o dobro para quem viaja sozinho é o quarto do hotel, porque a maioria dos estabelecimentos cobra pelo quarto em si, independente de uma ou duas pessoas dormirem dentro dele. Mas o preço da passagem aérea vai ser o mesmo viajando sozinha ou acompanhada, o preço do museu, o preço do seu prato no restaurante e o preço do metrô também e assim por diante. Não se assuste, não, que viajar sozinha é perfeitamente viável economicamente mesmo para quem não é mochileiro (o que, aliás, eu nunca fui) 😉 Mesmo sem falar outras línguas, você pode comprar tudo separadamente na internet ao invés de um pacote fechado numa agência, se preferir. É bom porque você pode aproveitar ofertas na hora em que aparecem e, em geral, vai economizar no saldo final da sua viagem. Eu sempre comprei tudo separado: geralmente compro a passagem aérea direto no site das companhias aéreas, reservo o hotel no booking.com (tem uma caixinha de pesquisa dele no alto do menu à direita, aqui no blog, vc viu?) e faço a maioria dos passeios por conta própria. Se você viajar à Portugal e à Espanha, vai se virar perfeitamente bem mesmo só com o português 😉

    • A Itália é super tranquila, os italianos entendem nosso portunhol.
      Não falo fluentemente nenhuma outra língua além do português e achei super tranquilo.

  67. Elaine.cirurgia@hotmail.com

    Olá Mari!
    Adorei o seu blog. Estou pensando em viajar para Aruba sozinha, vc pode me dar dicas para onde, onde me hospedar e o que tem de bom para fazer lá?

    Abração ,

    Elaine

  68. Rosana Batista

    Mari, td bem? Finalmente decidi..vou a Argentina passar 18 dias..Vc acha que vale a pena comprar logo dolar, ou deixar para trocar real por peso lá? obrigada, mais uma vez!

    • Rosana, a situação econômica na Argentina está bastante ruim e mudando a todo momento. Faz um ano que não vou, fica difícil palpitar com segurança. Eu compraria alguns dólares desde agora por segurança e levaria reais e cartão de crédito para usar lá.

  69. Rosana Almeida

    Obrigada, Mari!!!!! Como não consegui companhia até agora. Estava pensando em mudar de rumo….tô mesmo confusa…estava pensando em ir para o Rio Grande do Sul, passando por algumas cidades..fazendo ecoturismo em Parques do interior…tb curtindo os parques e a agenda cultural de POA..Como não vai estar frio, não preciso me preocupar…o que acha?

  70. Rosana Batista

    Acho q é..falaram me que em abril nao tem neve em santiago. outra questao: como vivo em uma cidade litoranea – Salvador – com a umidade bem alta, fico com receio de me sentir mal, por causa da umidade baixa. Os chilenos sao fechados?obrigada, mais uma vez!

    • sim, as estações do ano no Chile são as mesmas que em qq país do hemisfério sul; então abril é outono. Os picos estarão com os cumes nevados, mas ainda faltarão meses pra ter qq chance de nevar na cidade. Os chilenos não são extrovertidos como outros latinos em geral, mas são educados e super atenciosos. Não acredito que você se sinta mal por causa da umidade por lá, fiquei tranquila.

  71. Olá Mari,

    descobri seu site há pouco tempo. Na verdade, eu achei seu antigo blog de viagem no site da editora abril. Enfim, estava procurando informações sobre viajar sozinha. Eu quero ir para Itália no final de abril e começo de maio, mas estou muito receosa. Nunca viajei sozinha (nem para SP!!) e estou achando que posso me ferrar. Minha família, é claro, acha que tinha que ir com alguém, só que todos meus amigos não tiram férias nesse época…. Queria ficar uns 20 dias e conhecer Roma, Veneza, Milão, Florença, talvez até mais uma cidade.

    Meu inglês é intermediário (leio bem, mas travo para falar…) e não falo nada de italiano. A única vantagem que eu tenho é ter o passaporte italiano (meu avós eram de lá). Na verdade, eu fico pesquisando os preços das passagens, mas nem sei por onde começar mesmo. Fico pensando que viajar sozinha, mas pode ser meio solitário e estragar toda as férias. Já me falaram que hostels são tranquilos, mas é um pouco complicado porque na internet todos são lindos e organizados.

    A Itália é um bom lugar para viajar sozinha pela primeira vez?! Já pensei até em mudar os planos para NY, pq tem o risco maior de encontrar brasileiros na cidade e não me sentir tão “sozinha”.

    Beijos e parabéns pelo site!

    • Oi, Aline! Se vc leu meus posts no Saia pelo Mundo da Editora Abril e todos os posts sobre viajar sozinho aqui no Pelo Mundo já viu que não tem por que ter “medo” de viajar sozinha, não? A Itália é um excelente país para explorar sozinho, povo super hospitaleiro, cidades adoráveis, comportamento super parecido com o nosso. Você certamente encontrará por lá várias outras mulheres viajando sozinhas (principalmente depois do Comer, Rezar, Amar, a Itália virou uma das “mecas” mundiais das solo travelers femininas). Com o seu inglês intermediário você vai se virar bem; até porque os italianos não falam lá muito inglês 😀 Leve todas as reservas de passagem e hospedagens certinhas, para ficar segura e não ter nenhum problema – você sabe que hostels não são o foco nem meu nem do blog, mas tem um em Florença, o PLUS Florence, bem legal, que até aparece num post aqui no blog, veja lá. Como eu defendo em todos os posts que falo sobre viajar sozinho, a gente só fica solitário viajando sozinho se quiser – a gente conhece gente o tempo todo, todos os dias, nas filas, nos transportes públicos, nos cafés, nos restaurantes, nos museus etc. Vinte dias na Itália para conhecer Roma, Veneza, Milão e Florença está excelente! Deixe mais dias para Florença, que de lá é bem facinho conhecer outras cidades toscanas que estão bem pertinho, dá pra fazer bate-e-volta (usa a caixa de pesquisa do blog e você vai ver quantas dicas legais da Itália tem aqui 😉 ). Decida suas datas de férias, compre sua passagem internacional e faça depois as viagens dentro da Itália em trem, que é bem legal (tem um post de ontem mesmo falando sobre viajar de trem na Itália, olha lá). Em tempo: eu não trocaria, de jeito nenhum, a Italia por NY para uma primeira viagem solo. Aposto que vc vai se apaixonar pela Itália como todo mundo e voltar com novos amigos na bagagem 😉

      • Oi meninas! Desculpem me intrometer, mas vou dar umas palavrinhas pra Aline sobre a Italia sozinha… Fui em maio de 2011 e fiquei 22 dias, fui com duas colegas de trabalho (pra não ir sozinha, maior furada), acabamos não nos entendendo muito bem e fiquei boa parte da viagem sozinha. E te digo que foi muito tranquilo. Em Roma cheguei a ir ate a estacao final do metro ( costumo brincar que era a Corinthians-Itaquera) por um problema com meus travellers cheques (NÃO leve) e tudo correu bem. Em Florença fiz passeios de bike, varios bate e volta de trem pela Toscana, super sem problemas. Eu só te aconselho a não ir pra Napolis sozinha. Estavamos em 3 mulheres e fomos advertidas pela policia local a tomar cuidado. Lá a coisa pega. Mas de resto, acho que é bem tranquilo. Tem q tomar cuidado, mas nada que nos, brasileiros, não estejamos acostumados. E vale muito mais viajar sozinha do que com cias que não tem a mesma vibe. Beijos!!

        • Complementando a questão da Itália (Aline e Samira), achei Napoli muito tranquilo, inclusive a noite. É só se hospedar um pouco próximo do porto para pegar as embarcações e visitar Sorrento e a maravilhosa Ilha de Capri!!!

  72. Rosana Batista

    Obrigada! Mas se fosse para voce escolher entre incluir, como coloquei, Buenos Aires a esta viagem, com o trajeto de bus Buenos Aires-Santiago, vc incluiria ou ficaria com os destinos do Chile?Meu colega falou muito bem de ushuaia na Ar e me disse que valeria eu ir e ficar o tempo todo lá. rsrs ..Ja estou mais perdida..rsrsrs..

  73. Rosana Batista

    desculpe..”diferença de 300,00 das passagens daqui para Santiago (ida e volta)..porque vou ter que pegar onibus de buenos ..para Cordoba e de Cordoba para Santiago….penso na paisagem tb..sera que vale?

    • Rosana, tirar ou não Buenos Aires é uma decisão muito pessoal, complicado eu opinar. Acho que quanto mais relaxada a viagem ficar, melhor pra vc, que aproveita tudo com mais calma. Você não precisa de um dia para o circuito Concha y Toro; a visita à vinícola, incluindo os deslocamentos, vai te tomar umas 3, 4h no máximo, no total. Nunca fiz essas viagens em ônibus, sempre fiz em avião; mas acho mesmo bom contar com bastante tempo extra para os deslocamentos, que as viagens devem ser bastante longas.

  74. Rosana Batista

    td bem? estava pensando em tirar cordoba do roteiro..é que vi comentarios de que era bonita e pequena..tem um hostel, que dizem que é acolhedorr..como farei aniversario viajando, pensei q iria me sentir bem lá…tb pensei na crise na Argentina e estava pesquisando passagens ida e volta direto para Santiago..encontrei por 1240,00, sem as taxas (ida e volta), diferença em torno de 300,00 para as passagens p buenos aires, e de buenos aires para aqui. o que acha de eu cortar Buenos Aires e Cordoba do roteiro e ficar 1 dia em Valpo, 1 dia em Vina, 1 dia no circuito concha y Toro; 3 em Santiago; 5 em Sao pedro de Atacama; 5 em Puerto Natales e os 4 dias restantes para me deslocar de onibus entre o deserto e a Patagonia. O que acha? De me umas sugestoes…Obrigada, mais uma vez.abç.

  75. Oi Mari, sou eu Nurimar , de novo. Por favor, não se esqueça de me responder a tempo. Eu já pensava em viajar a Marrocos, gosto de cultura, história, e não sou medrosa, mas isso deixa meu filho muito preocupado, pois sou “abusada” pela minha idade. Eu sei que não se deve confiar demais em si própria. Algumas dicas serão muito bem vindas. Abraços. Nurimar , (sou do Rio … ).

  76. Rosana Batista

    td bem, Mari? qual a media dos preços mais baixos de ida e volta para Buenos Aires? Obrigada, Mari!Um abraço.

    • Rosana, isso depende da data e das promoções da época. Entre no kayak.com e faça a busca com as datas que te interessam, assim vc consegue ter uma ideia dos preços em diferentes companhias aéreas.

  77. Rosana Batista

    Obrigada, Mari! Voce tem ideia de valor para Vina + Valpo? E para Patagonia chilena, quais os melhores roteiros e valores? Eu posso ficar hospedadda em alguma cidade estratégica, para os passeios? E o deserto de Atacama, ao norte…entre a Patagonia e o deserto, o que vc escolheria? É que devo passar 20 dias e acho que é pouco tempo para duas regioes do Chile, fora as outras cidades (Buenos Ai, Cordoba, Santiago…), que falei. Os gastos com os roteiros da Patagonia (1) ou deserto..(1) sao caros? Mais uma vez, muito obrigada!!

    • Há para todos os bolsos, Rosana, dos mochileiros aos hotéis tudo incluído. Vc tem amigos em Córdoba e por isso quer ir pra lá, certo? do contrário, eu tiraria Córdoba pra poder fazer Patagônia E Atacama – se você ficar quatro dias inteiros em cada um dá pra ver o básico. Na Patagônia, fique hospedada em Puerto Natales, que tem a maior oferta de agências e passeios. No Atacama, em San Pedro de Atacama, pelo mesmo motivo. Os preços dos tours para Viña+Valpo saindo de Santiago dependem do número de participantes e da duração total do passeio (entre 5 e 8h, dependendo da agência) – costumam começar em US$35. Mas, como eu disse antes, vc pode, é claro, dormir uma ou mais noites em cada cidade, se preferir fazer tudo por conta própria.

  78. Rosana Almeida

    Obrigada msm! E Quanto ao medo de viajar sozinha por estes destinos? Cordoba, Buenos Aires, Santiago, Vina del Mar, Valparaiso e Patagônia chilena? Você acha perigoso transitar a noite? Cinco dias para Santiago, Valparaiso e Vina del Mar fica bom? Vc acha melhor ir com guia de Santiago para estas cidades? É melhor para eu aproveitar eu me hospedar em Valparaiso e em Vina ou fico em Santiago e vou passar o dia em cada uma dessas cidades?

    • não precisa se preocupar, não; tirando Córdoba, já fiz todos esses destinos sozinha e foi muito, muito tranquilo e gostoso. É só não deixar de tomar os mesmos cuidados que toma em casa e fica perfeito. De Santiago, tem muitos passeios de um dia para Viña e Valpo com grupos; se vc quiser ter uma “turma” por um dia, pode ser uma boa entrar num desses passeios. Todos os hotéis e albergues de Santiago vendem esse tour Viña+Valpo com diferentes agências, saindo praticamente todos os dias. Na Patagônia vc certamente encontrará váaaaaarias outras pessoas viajando sozinhas, e ali é todo mundo muito amigável e receptivo, vc vai curtir. Buenos Aires tem um tour gastronômico à noite bem legal, chamado Fuudis (busca no Google pra vc ver e tem infos aqui no blog também), que também pode render novos amigos na cidade.

  79. Rosana Almeida

    Prezada Mari, boa tarde!
    Gostaria de uma orientação. Estou programando uma viagem sozinha para Argentina e Chile em abril (20 dias). Penso em ir de avião até Buenos Aires e passar um 1 dia em BA inicialmente. Depois, pego um ônibus intermunicipal de Bueno Aires para Córdoba, onde passaria 3 dias. De Córdoba para Santiago(Chile), onde ficaria 5 dias, visitando Vina del Mar, Valparaiso e circuito Concha y Toro. Depois, queria visitar a Patagônia Sul chilena ou o deserto de atacama/norte (+_ 6 dias). Depois, eu retornaria de um desses dois locais para Santiago. Passaria um dia em Santiago e voltaria de ônibus comum para Buenos Aires, onde ficaria mais uns 2 dias. Tenho medo de viajar sozinha, inclusive se bater o tedio e para andar em algum lugar a noite. Quero saber a sua opinião sobre isto, e como posso economizar na hospedagem e em tudo. Pensei em ir a Porto Alegre de avião e pegar um ônibus direto para Córdoba. Sera que economizava muito? Posso fazer o calculo de 50 reais por dia, sem os passeios (c/ alimentação, e metro)?
    Ajude-me a levantar os gastos, por favor. Queria ficar na casa de nativos no Chile e na Argentina. O que acha?Pretendo ficar, ao todo, 20 dias.
    Muito grata.

    • Oi, Rosana, tudo bem? Chile e Argentina são bons países para viajar sozinha; duvido que você fique entediada 😉 Mas não tenho dicas sobre casas de nativos onde vc se hospedar – tente procurar no airbnb.com. Viagens econômicas não são meu forte, nem o foco do blog em geral; vou ficar devendo essas dicas. Mas se quiser ficar em hostels (albergues) para economizar, pesquise em sites como hostelworld.com, que costumam ter várias opções de localização e faixas de preços. Locomover-se de ônibus entre os dois países é bastante fácil e acessível; tem muitos mochileiros que viajam do sul ao norte fazendo “zigue-zague” entre Argentina e Chile em ônibus e adoram. Se você ainda não conhece Santiago, acho 1 dia apenas por lá pouco. Três dias inteiros para Buenos Aires e seis dias para a Patagônia chilena acho de bom tamanho. Quanto ao voo, eu, sem dúvidas, se o seu primeiro destino é Córdoba, voaria direto da sua cidade de residência para lá – você ganha tempo e praticidade para seguir a viagem.

  80. Rosana Batista

    Olá, Mari!! Adoro viajar e estou pensando em ir para Argentina e Chile, ou Uruguay e Chile. O detalhe é que quero gastar um mínimo. Penso em chegar de avião em Porto Alegre e ir por terra para Córdoba. Fico com medo de me sentir sozinha e insegura nestes lugares. Como nao quero e posso gastar, pensei em visitar comunidades que hospedam pessoas a custo zero. No entanto, sao geralmente localizadas em zonas rurais. Pretendo ir em abril e passar uns 20 dias sozinha. Parabens pelo trabalho – voce é corajosa! Como escrevo desde pequena, quero aproveitar para escrever materias e publicar meu livro de prosa e poesias. De-me umas dicas!!

    • oi, Rosana, tudo bem? deste tipo de viagem – ir por terra a Córdoba, ficar em comunidades rurais etc – não manjo nada e, infelizmente, não posso te ajudar. Só recomendo que você pesquise bastante antes de ir neste esquema, por questões de segurança mesmo. Mas certamente será uma ótima oportunidade para ter inspiração para escrever 😉

  81. Ana Claudia

    Como eu queria ter a coragem de viajar só! Amo viajar e acabo esperando sempre pelos amigos…o que está me deixando infeliz. A coragem não é de medo das cidades, ladrões, golpistas etc…moro no Rio de Janeiro, logo tenho algum conhecimento de cidade grande. Sou louca pra ir a Londres e desde ano passado procuro alguem pra ir comigo, mas isso as vezes me frusta…Fico receosa de estar sozinha e sentir falta de comentar com alguem os lugares e as coisas que estou vendo! Sou um pouco tímida…ano passado fui sozinha a Califórnia e amei…mas me matriculei por 3 semanas num curso de inglês e acabei conhecendo as pessoas, é claro, então saíamos, foi MUITO BOM! Só que Londres queria passear e não fazer curso de inglês..preciso de uma FORÇA!!!

    • Oi, Ana Claudia. Não se preocupe: como está escrito nos posts linkados nesta página, lá no alto, vc só fica sozinha numa viagem se quiser; vai conhecer gente sempre, no aeroporto, no metrô, no restaurante, na fila do museu… E dá pra comentar o que estiver vendo e vivendo com todos seus amigos e familiares via redes sociais, por exemplo 😉

    • Oi Ana Cláudia, tem como você dividir essa experiência da Califórnia comigo? Estou querendo ir esse ano, porém está me faltando coragem para encarar sozinha!
      Obrigada!!

    • Também cansei de esperar amigos e perder oportunidades!!! se joga! estuda o lugar e mete a cara!!!!!
      Beijão

  82. silvia molina

    Olá Mari, achei seu blog por acaso e adorei!!!!
    estou indo pra curaçao sozinha agora em fevereiro/14, vc já esteve lá?
    sabe me dizer se é um tédio estar sozinha nakela ilha q pelo q sei tem uma beleza natural show…
    bjo 😉

  83. Josy Ferrari

    Bom dia,eu vou para o México em setembro desse ano,vou com carta convite,ficar na casa de um amigo,por 20 dias,estou super insegura com medo de me perder no aeroporto ou fazer alguma coisa errada,pode me ajudar dando algumas dicas? Ficarei grata!!Beijão.

    • oi, Josy. Nao tem porque ficar insegura. É só levar todos os documentos certinhos e ter passagem de volta comprada e comprovante de onde vai ficar hospedada que tá tranquilo. E é só prestar atenção nas placas que não tem como se perder no aeroporto 😉

  84. Olá, Mari! Tudo bem? pretendo ir a Budapeste em abril, mas vou sozinha. Já li que é um lugar que dá pra fazer muitos passeios a pé. Qual região vc me indica ficar (que tenha restaurantes, supermercado, cafés por perto…enfim, lugar mais movimentado)? Pretendo ficar em hostel. Vc tem alguma sugestão de um bacana e bem localizado? Muito obrigada! bjs

    • Oi, Fabiana! O melhor “lado” pra se hospedar depende muito do viajante – eu gosto mais de Peste, mais modernex e com a linda vista para Buda 😉 Dica de hostel vou ficar devendo que não é mesmo minha praia.

  85. Olá Mari, eu confesso que tou me sentindo um peixe fora d’água em um post só de mulhees, mas pesquisando sobre viagens para fazer só achei seu lindo site e queria lhe parabenizar pelas valiosas dicas, vou fazer uma viagem só no segundo semestre agora de 2014 para Montevidéu, você tem alguma dica boa de walking tour na cidade? Não achei especificamente este tipo de serviço procurando em sites. Até achei um, mas custa cerca de 180 dólares (caro).
    Abraço!!

    • hahahaha Nino, não se sinta assim, não! tem outros “meninos” aqui na caixa de comentários, sim (olha só lá em cima 😉 ) e há muitos leitores do sexo masculino que batem cartão aqui no blog. Montevidéu é uma ótima pedida, mas não conheço nenhum walking tour por lá, infelizmente. Agora uma perguntinha: você faz questão de participar de um walking tour guiado? porque a cidade é muito fácil de explorar caminhando por conta própria (é bem sinalizada e mapas são fartos) e os uruguaios são muito hospitaleiros e gentis com turistas, sobretudo brasileiros. Acho uma delícia explorar a cidade por conta própria; acho que você vai gostar também. Se você fizer questão de ter um “morador local” , tente o airbnb.com ou o couchsurfing.com; tem bastante gente por lá que se dispõe a tomar um café, fazer um passeio ou bater um papo com turistas.

  86. Oi Mari!
    Esse ano só consegui férias em Julho e estava pensando em ir à Ásia, porque imagino que em época de alta temporada lugares da Europa estarão com preços nas alturas! O que vc recomenda? Já fui à Índia e amei…
    Se puder me dar umas dicas…

    • Oi, Mariana! Julho é alta temporada na Europa, sim, mas às vezes dá pra encontrar bons preços no continente, sobretudo em destinos menos turísticos. Para Ásia, o senão é que esse época em muitos destinos asiáticos chove – como na Tailandia, por exemplo. Os preços são menores e há menos turistas, mas para algumas pessoas a época das chuvas é um balde de água fria nas férias – não sei como você lida com isso. Já Bali é uma boa em julho – ali o mês é parte da estação seca e é bastante quente. Uma boa ideia seria fazer a dobradinha que eu fiz em 2013 e amei: Bali com Cingapura. São destinos bem diferentes mas bastante próximos (2h30 de voo) que se complementam super bem. Assim você tem praia, história, gastronomia, belas paisagens, experiências culturas e o agito de uma cidade grande tudo numa mesma cidade. Para Bali, acho que vale focar mesmo no interior: Ubud, Sayan, vulcão, campos de arroz, vilarejos, templos etc. Cingapura tem bairros étnicos incríveis, como Chinatown, Little India e Arab Quarter. Ou era em outro destino que você andava pensando?

  87. Raquel Safar

    Oi, Mari!
    Acabei de ler seu livro “Sozinha Mundo Afora” e… tomei coragem para marcar minha viagem de férias em Abril: 20 dias entre Berlim, Praga, Viena e Budapeste!!
    Mas agora, tentando organizar o roteiro, tem aparecido taaaaantos detalhes que começo a me arrepender de viajar sozinha 🙁
    Os quartos individuais nos hotéis saem bem caro… (vc é a favor de hostel e saberia me indicar para essas capitais?)
    As moedas em Praga e Budapeste são diferentes! (vc sabe se eles aceitam euro?)
    Aqueles carros de City sight-seeing valem a pena?
    Como descobrir um bom show nesses lugares? (sempre quis assistir um concerto e achei que Viena fosse perfeita pra isso…)
    Meu sonho é tomar um banho naquelas thermas em Budapeste (é seguro pra mim sozinha? qual spa é melhor?)
    Essas capitais são lugares bons de compra? (não sou consumista, já tenho o costume de viajar com mala pequena assim como vc indica no seu livro, mas vai que na sua opinião exista algum lugar imperdível para fazer compras…)
    Enfim… Sorry por tantas dúvidas e angústias! rsrsrs
    Espero que tantas interrogações juntas não façam vc desanimar de me responder!! rsrsr
    Beijo grande,
    Raquel.

    • Oi, Raquel. Que legal que vc leu o livro! 😀 Não tem porque se arrepender de viajar sozinha; são os 4 ótimos destinos para uma viagem solo. Hotéis são mais caros que hostels. Escolher entre hotel e hostel não é só uma questão de orçamento, mas também de tipo de viajante. Qual você prefere? Hostels, em geral, saem mais barato, ainda mais se você pegar esses quartos compartilhados com vários outros viajantes. Em Berlim tem uma unidade de uma rede bem legal de hostels europeus, que é a PLUS. Mas há opções ótimas e bem econômicas de hotéis, como a família Ibis (Ibis Budget, Ibis Styles etc), os Courtyard e Residence Inn da Marriott e outros hotéis menores independentes. Quanto aos citysightseeing, acho bobagem, porque as quatro cidades são boas de explorar caminhando e usando o próprio transporte público, que é bem legal. Viena tem inúmeras opções de concerto a preços ótimos. Na Ópera mesmo costuma ter promoções bem legais. Peça na recepção do seu hostel ou hotel pra te ajudarem ou mesmo nos quiosques de informação turísitica. Eles costumam vender os ingressos para o mesmo dia ou dia seguinte. Você pode levar euros, mas convém trocar ou sacar moeda local lá para não perder nas conversões pouco favoráveis. Vários lugares até euros em Praga e Budapeste, mas nem sempre as cotações que vão te dar vão ser boas. As termas em Budapeste são ótimas e são mesmo imperdíveis. É super seguro, tá sempre cheio de gente; Széchenyi e Gellert são ótimas opções. Das quatro cidades, acho que Berlim é a com mais opções de compra – tem desde as marcas internacionais no comércio de rua até shoppings e a KaDeWe, uma loja de departamentos tipo Macy´s. E não se preocupe: pode aparecer aqui sempre, com quantas dúvidas e perguntas tiver, que respondo com o maior prazer, tá? Você vai adorar a viagem, certeza 😉

  88. Debora Gryngras

    Oi Mari, parabéns pelo blog!
    Pretendo fazer minha primeira viagem totalmente sozinha este ano, gostaria de uma dica de lugar…
    Qual seria o melhor destino, pretendo fazer uma viagem economizando bastante!

    abraços!

    • Oi, Debora! Depende muito do seu perfil pra escolher um destino. Se vc quer Brasil ou exterior, América do Sul ou Europa, frio ou calor, praia, cidade ou montanha, agito ou sossego, se você fala outras línguas além do português ou não etc. Eu costumo recomendar sempre capitais ou cidades grandes para uma primeira experiência solo. Cidades grandes costumam ter melhor infra de transporte, mais opções de hospedagem, opções de artes, cultura e vida noturna etc. Que tipo de destino VOCÊ está procurando? Me conta 😉

  89. Em março de 2013 eu fui para a Europa sozinha… deixei amigas tristes e outras bravas que queriam ir comigo, mas era algo que eu precisava fazer sozinha!
    Havia me programado para fazer parte da rota dos Templários e da Inquisição e em 24 dias eu conheci 23 cidades e dois países!!!
    Consegui ir “de mochilão” em todos os lugares que eu havia e programado para ir!!!
    Economizei com hospedagem e comprei passagens antecipadamente o que me fez investir no total, calculando com presentinhos e até as malas que comprei, menos de R$ 6.000,00!!
    Viajar sozinha novamente???
    Sempre!!!

    • Oi Gisele, como você conseguiu fazer este mochilão gastando menos de R$ 6 mil? me ajudem por favor, quero ficar 4 dias em Roma, 4 em londres e 5 em Paris em minha primeira viagem solo estilo mochilão. Vou deixar marido e filhos, no começo estava me sentindo egoísta, mas vendo o apoio deles e lendo os relatos agora estou muito empolgada. O problema é a grana curta…

  90. Zimaura Armada

    Olá Mari…
    Em março/2013 comecei a minha façanha de cair fora e sozinha nas férias do trabalho
    Minha primeira experiencia foi a encantada Buenos Aires e foi Magnífico…qdo Foi anunciado
    “Atenção Senhores passageiros bem vindo ao aeroporto internacional Ezeiza”, lágrimas rolaram por vários motivos…p coragem, p realizar Sonhos, e p conquistar mesmo parcelando a primeira viagem Internacional e “SOLO”.
    Amei e nas férias de Fev/2014 estarei indo p MIAMI e volto aqui p contar…
    Parabéns pelo trabalho
    bjus
    Zimaura Armada

    • Oi, Zimaura, que legal! E que ótimo saber de sua viagem para Miami agora em fevereiro; tenho certeza que você adorará a nova experiência. Volte, sim, pra contar pra gente como foi 😉

  91. Oi Mari.

    Já estou a um tempo querendo viajar pra outros países, conhecer outras culturas. Mas sozinha fico muito receosa. Hoje li uma reportagem num jornal local aqui de Belo Horizonte com o título “Viagem para dentro de si”, e é isto que eu procuro. Mas o que mais me assusta é o idioma. Não sei falar inglês e nem outra língua. O que você me aconselha? Vou tirar duas semanas de férias em março e gostaria de aproveitar pra ir em Cancun ou Nova York.

    Parabéns pelo Blog e a partir de hoje o visitarei com frequencia.

    Bjos

    • Oi, Leandra, tudo bem? tá lá na reportagem também que a língua não é barreira para não se viajar sozinha por aí 😉 Se o inglês te assusta, vá para o México, então, que em espanhol é fácil para um brasileiro entender e ser entendido. Mas não fique só em Cancun, não. O México é um país lindo e seu interior e capital são encantadores e também bem mais autênticos. Se você curte praia, a Riviera Maya é imperdível. Usa a caixinha de buscas aqui do blog, no alto do menu da direita. para encontrar todos os posts sobre Cancun e outros destinos mexicanos. Se tiver mais dúvidas, vá sempre deixando nos posts, é um prazer respondê-las. E volte sempre 😉

  92. Mari,
    Pretendo visitar o Chile em maio/2014.Que lugares vc me indicaria conhecer.Viajo todo ano sozinha e já estou acostumada e adoro.

    • oi, Christina. Sou fã do Chile inteirinho, de norte a Sul. Gosto muito, muito mesmo, da Patagônia e do Atacama; mas também recomendo região dos Lagos, a capital Santiago, os vinhedos e até a Ilha de Páscoa. Tem várias dicas de lugares, passeios e atrações no país nesse link aqui: http://www.maricampos.com/tag/chile/ Espero q vc goste 😉

  93. Patricia Riceli

    Oi mari, após o termino de um longo relacionamento, resolvi realizar um antigo sonho… ir a new York sozinha… Já te acompanho a algum tempo.. e tomei coragem! Mas to resolvendo tudo muito em cima da hora… e nao to tendo muito tempo para programar… testou pensando em comprar um pacote de uma semana no decolar.com e ir! acha muita loucura ir sem translados? to achando a diferença tão grande… mas to com medo de ficar muito perdida…. rs será que um taxi vai ficar tao caro quanto o translado? ( mais de mil reais)
    um grande abraço! obrigado por compartilhar suas experiencias…

    • oi, Patrícia. Não há nada de loucura nisso, pelo contrário! eu geralmente compro tudo separado: as passagens diretamente no site da companhia aérea, e o hotel diretamente no site do hotel – costuma sair bem mais barato e você tem liberdade de voar com quem quiser e escolher bem o seu hotel. O táxi não sai caro, não. O valor vai depender de qual aeroporto de Nova York for o seu de desembarque. Se for o JFK, dá até pra ir de metrô a Manhattan, se você quiser economizar. E, em todos eles, dá pra usar o Super Shuttle, que eu adoro e uso sempre que vou – uma van compartilhada que vai te custar menos de 20 dólares o trajeto do aeroporto até a porta do seu hotel. Aqui http://www.maricampos.com/tag/nova-york/ tem várias dicas do que fazer, onde comer, hotéis pra se hospedar, passeios etc. Aproveite!

  94. Mari, muito obrigada…se der certo a viagem depois conto. Bjs

  95. Mari, boa tarde

    Como muitos dos seus leitores, também estou pretendendo fazer uma viagem solo, mas fico meio insegura. Vou estar em férias em maio 2014 e gostaria de ir a Portugal;Espanha ou a Cartagena.. O que você indicaria…estes locais são uma boa pedida.

    Bjs, parabéns pelo blog e obrigadíssimo.

    • Oi, Cristina. São todos ótimas pedidas para viagens solo – sobretudo Portugal e Espanha, tradicionalmente acolhedores, com boa infra de turismo e fáceis de explorar; dá até pra você fazer os dois países na mesma viagem. Certeza que você vai curtir a experiência solo 😉

    • Olá, Cristina !!! Também estarei de férias e “alone” rs em Maio 2014
      Caso tenha interesse em cia para viajar me contate !

  96. Oi Mari, tudo bem?

    Então….quero muito viajar sozinha mas tenho muito medo….medo das maldades do mundo!!
    O que você indica para uma iniciante e medrosa como eu?? Estive visitando o site keepcompany e foi lá que tive acesso ao seu blog. Achei uma boa opção para o começo, mas como já disse tenho um certo medo…você conhece os organizadores? Como faço para ter informação se é seguro?
    Parabéns pelo blog.
    abraços, Lú.

    • Oi, Luciana! não tenha medo “das maldades do mundo”, não! O mundo é um lugar tão bacana e tem tanta gente boa no caminho de quem viaja sozinho por ai! Não conheço esse site keepcompany nem seus organizadores; não tenho como te dar qualquer aval sobre isso. O que eu te recomendaria, se vc está mesmo tão insegura em sair por aí sozinha, é entrar numa excursão. Numa excursão você vai ter companhia o tempo todo (se quiser) e pode escapar do grupo e dar uns passeios sozinhos (quando cansar da companhia) para ir se “testando”. Tem várias operadoras com excursões legais e menos óbvias. Gosto muito da Biarritz, por exemplo, que é uma operadora baseda no sul do Brasil. Eles têm roteiros dos básicos aos mais diferentões. Quando fui ao sul da França com eles, havia outros solo travelers no meu grupo, foi bem legal. Você vai descobrir que viajar sozinho é tão gostoso quanto viajar bem acompanhado. Se quiser, clica no link que está nesse post sobre viajar sozinho para você ler outros textos e depoimentos sobre esse assunto e se animar. Ou compra meu livrinho Sozinha Mundo Afora (à venda em qualquer livraria, inclusive online) – aposto que vc vai se encher de coragem para sair mundo afora também depois de ler 😉

      • Oi Mari,

        Valeu pelas dicas, com certeza irei comprar o seu livro.
        Quando fizer minha primeira viagem solo te mando noticias.
        Abraços, Lú.

  97. Vou fazer uma viagem solo como você diz, em fevereiro de 2014. Vou passar 10 dias em Buenos Aires e gostaria de incluir lugares diferentes daqueles ditos turísticos, você poderia me ajudar. Grata Claudia

    • Oi, Claudia! Que legal que vc vai sair sozinha por aí 😉 Um bairro ainda pouco turístico e adorável é Villa Crespo. Nos arredores, acho o Delta do Escobar imbatível. Se vc usar a caixinha de busca digitando Buenos Aires, clicar no ícone Buenos Aires ou copiar esse endereço http://www.maricampos.com/tag/buenos-aires/ no seu navegador vai encontrar tudo que já foi publicado sobre a cidade aqui no blog, do mais turístico ao mais diferente, em detalhes 😉

  98. Segundo Paul Theroux, grande viajante escritor, a regra numero um para se fazer uma grande viagem: Ir sozinho.
    Abaixo um trechinho do seu livro Ghost Train to the Eastern Star:

    “The whole point of traveling is to arrive alone, like a specter, in a strange country at nightfall, not in the brightly lit capital but by the back door, in the wooded countryside, hundreds of miles from the metropolis, where, typically, people didn’t see many strangers and were hospitable and do not instantly think of you as money on two legs. Arriving in the hinterland with only the vaguest plans is a liberating event. It can be a solemn occasion for discovery, or more like an irresponsible and random haunting of another planet”.— GTES

    Um beijo Mari e continue com o excelente trabalho

    Davi Carneiro,

    http://www.davicarneiro.com

  99. Oi, Antônio. Sei que as Americas são destino queridinho de motociclistas (e de motoqueiros também 😛 ). Já escrevi algumas matérias sobre gente que viaja assim para revistas e jornais; mas aqui no blog o foco é outro tipo de viajante, e todos os posts são relatos de minhas próprias experiências por aí . Sorry, mas minha carta de habilitação é válida somente para conduzir carros 😉 Quando souber de um blog ou veículo bacana focado nos motocicistas, posto aqui a dica.

  100. Antônio Fernandes

    Boa dia moça,

    Permita-me chamá-la assim, pois o rostinho jovem assim exige. Mas meu acesso aqui é saber se com tantas andanças, alguma vez já pensou ou escreveu para motociclistas [não motoqueiros].

    Estes caras que buscam destinos aventureiros e que estão muito carentes de informações objetivas, sérias e comprometidas com a segurança e a qualidade em suas viagens.

    Digo isso, pois o que temos hoje é um mosaico daqueles que viajam e postam em seus humildes blogs informações de albergues, pousadas e hotéis, sem maiores informações técnicas sobre o local e os que escrevem de forma elitizada, não atingindo a grande maioria dos que viajem em duas rodas.

    Acredito que seja de seu conhecimento que as Américas são hoje o maior roteiro em viagens sobre duas rodas.

    Estou começando minhas pesquisas por vc minha cara jornalista, ansioso pelos bons resultados.

    Respeitosamente,

    Antônio Carlos Fernandes
    Historiador /Motociclista
    São José-SC

Comment navigation

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers