Novidades de Nova York

22 Flares Twitter 7 Facebook 12 Google+ 3 Pin It Share 0 22 Flares ×

Nova YorkDa hotelaria aos restaurantes, dos museus aos novos bairros da moeda, os programetes mais legais que fiz nesta última visita à cidade

 

 

 

Este post é mais um oferecimento da série “blogando com delay” 😛  Afinal, desde o começo de janeiro, quando estive em Nova York, tô ensaiando pra subir ele aqui mas, viagem vai, viagem vem, acabou ficando pro final da fila.

Contei nesse, nesse e nesse post um pouco do que eu vi e fiz em Nova York no comecinho de janeiro último. Mas faltou contar os detalhes sobre passeios, refeições e visitas que rolaram na cidade.

O jeito sossegado de Long Island City

O jeito sossegado de Long Island City

 

... e uma  das fachadas do MoMa PS1

… e uma das fachadas do MoMa PS1

Fui conhecer, por exemplo, o novo MoMa PS1, em Long Island City. O bairro descolado, novo queridinho de artistas e designers na cidade, tem um museu que, por si só, já vale a pena deixar Manhattan – e é todo diferente do MoMa de Manhattan, vale a visita independente de você gostar da “matriz” ou não.  Também curti muito o MAD, divertidíssimo Museu de Arte e Design, em pleno Columbus Circle – ali, além do excelente museu de arte contemporânea, você pode ficar para comer no restaurante Robert, no último andar, com vista linda para UpTown. Se for à noite, melhor ainda: o ambiente escurinho com ótima trilha sonora se divide entre a vibe restaurante e a vibe club longe.

"Genealogia de uma cadeira", no divertido MAD...

“Genealogia de uma cadeira”, no divertido MAD…

 

... e Columbus Circle vista do Robert

… e Columbus Circle vista do Robert

Por falar em Columbus Circle, também experimentei – e adorei, recomendo muito – almoçar no excelente Asiate, o premiado restaurante do hotel Mandarin Oriental New York. Alta gastronomia impecável, serviço de primeira e uma vista impressionante do Central Park e de Midtown até Downtown. Melhor de tudo? O menu de almoço custa 34 dólares, incluindo couvert, entrada, prato e sobremesa, com pelo menos três opções de escolha para cada um.

Parte do menu literalmente impecável do almoço com vista no Asiate

Parte do menu literalmente impecável do almoço com vista no Asiate

Outro restaurante bacanérrimo que curti muito é o descolado NIOS, dentro do hotel  The Muse. O hotel, queridinho das celebrities e turistas mais low profile mas que curtem o agito de Midtown, tem um restaurante de atmosfera cool e hypadinha, também num mix jantar e balada no período da noite. Excelente cardápio (tem menu a preço fixo bem bacana e também à la carte) e ótima carta de coquetéis da casa – opção de lugar bacanérrimo também para quem vai assistir a espetáculos da Broadway começar ou terminar a noite. E imperdível: tem os banheiros públicos mais legais que já vi, decorados um a um com esmero – vá nem que seja para lavar as mãos 😀

Parte dos banheiros temáticos do The Muse

Parte dos banheiros temáticos do The Muse

 

Nova YorkNova YorkE para um café, lanche ou refeição rápida, vale conhecer o Food Hall do hotel Plaza Athenée, by Todd English.  Excelentes opções que vão de cupcakes a doces refinados, de sushi à culinária italiana – com atmosfera bacana e preços super razoáveis (um café com cupcake, por exemplo, custa o mesmo em qualquer Starbucks da cidade).

O divertido (e acessível) Food Hall do Plaza

O divertido (e acessível) Food Hall do Plaza

Mais sobre Nova York no Pelo Mundo você encontra AQUI.

 

Novidades fresquíssimas sobre Nova York o ano todo você encontra no Abrindo o Bico.

22 Flares Twitter 7 Facebook 12 Google+ 3 Pin It Share 0 22 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.